Inicial / AÇÃO SINDICAL / Comissão do Senado rejeita relatório da reforma trabalhista
Foto: Lula Marques

Comissão do Senado rejeita relatório da reforma trabalhista

A Comissão de Assuntos Sociais do Senado rejeitou nesta terça-feira (20)  o projeto de lei da reforma trabalhista. A vitória dos trabalhadores foi apertada. Foram apenas 10 votos contra o desmonte da CLT e 9 a favor da precarização, prevista no relatório do senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES). O projeto já havia sido vitorioso na Comissão de Assuntos Econômicos.

A votação do PLC 38/17 surpreendeu até mesmo a oposição. Houve uma traição no PMDB e outra no PSDB e uma substituição de um parlamentar contrário por outro favorável. A sessão ocorreu em clima tumultuado e sob protestos da oposição. Ao final, a senadora Marta Suplicy (PMDB-SP), que presidiu a sessão, designou para suceder Ferraço o senador Paulo Paim (PT-RS), autor do voto em separado.

A rejeição do relatório na CAS representa uma derrota política de Temer e uma vitória das entidades sindicais que tem feitos pressão sobre os parlamentares. Mas a luta contra o desmonte de direitos trabalhistas deve continuar, já que a proposta de reforma segue agora para Comissão de Constituição e Justiça  (CCJ), onde a proposta deve ser votada no dia 28, e posteriormente, para o Plenário da Casa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: