segunda-feira, novembro 28, 2022
Google search engine
InícioAÇÃO SINDICALDissídio é protocolado na Justiça do Trabalho

Dissídio é protocolado na Justiça do Trabalho

As frustradas negociações entre o Sindicato dos Jornalistas de Santa Catarina e o segmento empresarial terminaram em dissídio coletivo. Nesta quarta-feira (23/11), o processo foi protocolado eletronicamente no Tribunal Regional do Trabalho (TRT/SC) contra o Sindicato de Empresas de Rádio e Televisão (Sert-SC) e o Sindicato das Empresas de Jornais e Revistas (Sindejor-SC). Agora, a decisão sobre as reivindicações dos jornalistas está nas mãos da Justiça.

Entenda: o que é e como funciona o dissídio
Jornalistas de SC vão à dissídio

O ingresso judicial foi aprovado pela categoria, por unanimidade. Foram duas assembleias realizadas em outubro, com a participação de cerca de 60 jornalistas, em frente ao Grupo NC (antigo Grupo RBS) e à RIC-Record. A proposta patronal, rechaçada pelos trabalhadores, era de reposição salarial de apenas 5%, frente a uma inflação de 9,83%.

O processo foi elaborado nos últimos 30 dias e teve por objetivo fundamentar as 65 cláusulas da pauta de reivindicações dos jornalistas e se adequar as novas tendências normativas da Justiça do Trabalho. O documento, com mais de 70 páginas, lista as reivindicações aprovadas pela categoria em assembleia geral de abril deste ano. Agora, o TRT deverá convocar uma audiência de conciliação.

“Buscamos resolver as negociações deste ano sem a necessidade de recorrer à Justiça. Mas a intransigência e o desrespeito dos patrões chegaram a um ponto intransponível. Não temos nenhuma disposição de assinar qualquer acordo que represente perdas salariais”, argumentou o presidente do SJSC, Aderbal Filho.

Último dissídio foi em 2004

Há 12 anos, o Sindicato dos Jornalistas de Santa Catarina ingressou com um dissídio contra o Sert-SC e o Sindejor-SC.  O julgamento foi até a última instância, tendo sido concluído em 2006. No acórdão, o Tribunal Superior do Trabalho (TST) reconheceu o pleito dos jornalistas e concedeu o reajuste salarial de acordo com a inflação e também se pronunciou sobre outras cláusulas da convenção coletiva.

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Most Popular

Recent Comments

Daniel A. Santos on Legislação dos jornalistas
Antônio Carlos Costa on As multidões e os protestos
FERNANDO MARGHETTI NUNES on Dez desejos para o jornalismo em 2016
leonelcamasao on Legislação dos jornalistas
Maria Tercilia Bastos on Nota de pesar
valmor on Convênios
Vilma Gomes Pinho on Convênios