InícioPRÊMIOS DE JORNALISMOConheça os vencedores do Prêmio Fiesc de Jornalismo

Conheça os vencedores do Prêmio Fiesc de Jornalismo

A Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC) entregou o Prêmio Fiesc de Jornalismo 2015, nesta sexta-feira (20), em Florianópolis, durante reunião de diretoria da entidade. Foram reconhecidas com as primeiras colocações as reportagens Xô, Crise!, do Jornal A Notícia; O trem pede passagem, da RIC TV Record-SC; e Vinhos de Altitude: vocação catarinense, da Rádio Alesc.

Na categoria vídeo, a reportagem vencedora é de autoria de Paulo Mueller (repórter); Luana da Cruz (produtora); Mariana Marques, Ricardo Alexsander e Maycon Alex de Souza (editores de imagem); Felipe Filipini e Marco Nunes (editores de texto); Marcelo Feble, Ricardo Alves e Magnus Campus (cinegrafistas), da RICTV Record–SC (Florianópolis). No segundo lugar, ficou classificada a série Inovação, da equipe composta por Iuri Grechi (repórter), Carolina Arana Castro (produtora) e Marcelo Feble (cinegrafista), também da RICTV Record–SC. Já o terceiro lugar coube ao trabalho Manejo Sustentável de Erva-Mate em SC, de Ricardo Von Dorff e Mário Cesar Gomes, da RBS TV/TV Globo.

A reportagem Vinhos de Altitude: vocação catarinense, vencedora na categoria áudio, foi elaborada por Daniela Legas e Gicieli de Fátima Dalpiaz, da Rádio Alesc (Florianópolis). O segundo lugar coube ao trabalho O alimento da economia, de Marcos Andrei Meller, veiculado pela Rádio Peperi, de São Miguel do Oeste. Em terceiro lugar ficou a matéria Blumenau: uma marca para nossa indústria, de Evelásio Vieira Neto e Tamara Caroline Schweder, da Rádio Clube de Blumenau.

A reportagem vencedora na categoria texto foi produzida pelos jornalistas Pedro Machado, Claudine Nunes, Átila Froehlich, Claudio Loetz, Cris Macari, Debora Remor, Chayenne Cardoso e Rafaela Mazzaro, do jornal A Notícia, de Joinville. A segunda posição coube à reportagem Em dois anos do selo, vinho Goethe vive novo momento, de Bruna Tomé Borges, do Jornal Diário de Notícias, de Criciúma. Na terceira colocação ficou o trabalho Colarinho catarinense: a cerveja de SC além do Vale do Itajaí, de Leonardo Berns Gorges, Natália Levien Leal, Julia Pedrozo Pitthan, Fabio Nienow e Roberta Portella Brizola, do Diário Catarinense (Florianópolis).

“O Prêmio representa uma homenagem que a indústria de Santa Catarina presta à imprensa do nosso Estado. É um reconhecimento pela forma, pelo caráter de independência e imparcialidade com que a imprensa catarinense analisa e divulga os principais acontecimentos envolvendo o Estado e o País. Por isso, recebam a nossa admiração e reconhecimento pela forma com que a imprensa de Santa Catarina tem se pautado todos estes anos, com absoluta correção, honrando as tradições de Jerônimo Coelho, fundador da imprensa do Estado”, afirmou o presidente da FIESC, Glauco José Côrte.

O presidente da Associação Catarinense de Imprensa (ACI), Ademir Arnon, agradeceu aos jornalistas homenageados e disse que os veículos de comunicação têm estimulado os profissionais a participar do Prêmio. “Sem dúvida, esse reconhecimento vai enriquecer não só os veículos como também o portfolio de cada jornalista”, afirmou.

O jornalista Pedro Machado, que falou em nome dos vencedores, lembrou que assim como vários setores da economia, o jornalismo tem passado por momentos difíceis. “É nesses momentos que a gente precisa pensar diferente. A reportagem Xô, crise! mostra que precisamos buscar oportunidades em momentos difíceis. O Prêmio é um estímulo para continuarmos produzindo conteúdos que façam realmente diferença na vida das pessoas”, disse.

A Comissão Julgadora foi composta pelo jornalista Hélio Ademar Schuch; economista Flávio Lopes Perfeito, representando o Conselho Regional de Economia (Corecon/SC); jornalista Roger Bitencourt, representando a Associação Catarinense de Imprensa (ACI); jornalista Aldo Antônio Schmitz e jornalista Valmor Fritsche, representando o Sindicato dos Jornalistas de Santa Catarina. Na Categoria Destaque Acadêmico, não houve julgamento porque o número de inscrições ficou abaixo do mínimo previsto no regulamento. Os trabalhos vencedores em cada categoria recebem prêmio de R$ 18 mil; os segundos colocados, o valor de R$ 3 mil e os terceiros colocados, R$ 1 mil.

Este ano, o Prêmio bateu recorde de inscrições, com 113 trabalhos concorrentes. É realizado pela FIESC e pela Associação Catarinense de Imprensa (ACI), com apoio do Sindicato dos Jornalistas de Santa Catarina, Sindicato das Empresas Proprietárias de Jornais e Revistas do Estado de Santa Catarina, Sindicato das Empresas de Rádio e Televisão do Estado de Santa Catarina, ADI/SC, Adjori e Acaert.

CLASSIFICAÇÃO

Categoria Texto
1º lugar: reportagem Xô, Crise!, de Pedro Machado, Claudine Nunes, Átila Froehlich, Claudio Loetz, Cris Macari, Debora Remor, Chayenne Cardoso e Rafaela Mazzaro, do jornal A Notícia.
Clique aqui para ler a reportagem.

2º lugar: reportagem Em dois anos do selo, vinho Goethe vive novo momento, de Bruna Tomé Borges, do Jornal Diário de Notícias.
Clique aqui para ler a reportagem.

3º lugar: reportagem Colarinho catarinense: a cerveja de SC além do Vale do Itajaí, de Leonardo Berns Gorges, Natália Levien Leal, Julia Pedrozo Pitthan, Fabio Nienow e Roberta Portella Brizola, do Diário Catarinense.
Clique aqui para ler a reportagem.

Categoria Vídeo
1º lugar: Série O Trem Pede Passagem, da equipe composta por Paulo Mueller (repórter); Luana da Cruz (produtora); Mariana Marques, Ricardo Alexsander e Maycon Alex de Souza (editores de imagem); Felipe Filipini e Marco Nunes (editores de texto); Marcelo Feble, Ricardo Alves e Magnus Campus (cinegrafistas), da RICTV Record-SC.
Clique aqui para assistir a reportagem.

2º lugar: Série Inovação, da equipe composta por Iuri Grechi (repórter); Carolina Arana Castro (produtora) e Marcelo Feble (cinegrafista), da RICTV Record- SC.
Clique aqui para assistir a reportagem.

3º lugar: Reportagem Manejo Sustentável de Erva-Mate em SC, de Ricardo Von Dorff e Mário Cesar Gomes, da RBS TV/TV Globo.
Clique aqui para assistir a reportagem.

Categoria Áudio
1º lugar: reportagem Vinhos de Altitude: vocação catarinense, de autoria de Daniela Legas e Gicieli de Fátima Dalpiaz, da Rádio Alesc.
Clique aqui para ouvir a reportagem.

2º lugar: reportagem O alimento da economia, de Marcos Andrei Meller, veiculado pela Rádio Peperi AM.
Clique aqui para ouvir a reportagem.

3º lugar: reportagem Blumenau uma marca para nossa indústria, de Evelásio Vieira Neto e Tamara Caroline Schweder, da Rádio Clube de Blumenau.
Clique aqui para ouvir a reportagem.

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Most Popular

Recent Comments

Daniel A. Santos on Legislação dos jornalistas
Antônio Carlos Costa on As multidões e os protestos
FERNANDO MARGHETTI NUNES on Dez desejos para o jornalismo em 2016
leonelcamasao on Legislação dos jornalistas
Maria Tercilia Bastos on Nota de pesar
valmor on Convênios
Vilma Gomes Pinho on Convênios