quinta-feira, dezembro 1, 2022
Google search engine
InícioDEMOCRATIZAÇÃO DA MÍDIATV Brasil estreia primeiro programa LGBT em rede aberta

TV Brasil estreia primeiro programa LGBT em rede aberta

Um programa que fala de diversidade e traz debates sobre direitos humanos e cidadania, na TV aberta. Esse é o formato do Estação Plural, que estreia nesta sexta-feira, 4, às 23h, na TV Brasil, emissora da Empresa Brasil de Comunicação (EBC). Apresentado pelas cantoras Ellen Oléria e Mel Gonçalves (da Banda Uó) e pelo jornalista Fefito, a atração será semanal e cada episódio vai trazer um entrevistado para debater, com abertura, temas de interesse geral.

“A gente está falando de um momento muito importante para a história da comunicação no Brasil. A gente tem, pela primeira vez na história da TV, inclusive por ser uma emissora pública. Um grupo muito diverso, reunido para tratar de temas tão contra-hegemônicos”, disse a apresentadora Ellen Oléria em entrevista à Agência Brasil.

Assuntos ligados à questão de gênero também terão espaço já que os apresentadores estão diretamente ligados a causa: Ellen Oléria é lésbica, Mel Gonçalves é transexual e Fefito, gay. “A nossa ideia é falar do cotidiano, da vida, a partir dos nossos olhares. Acho que isso humaniza o público LGBT e, para falar de direitos civis, no nosso país, considerar que temos duas apresentadoras negras, numa posição central, num programa de TV com cobertura nacional, isso é histórico e grandioso”, acrescenta Ellen.

Para o jornalista baiano Eugênio Afonso, que tem uma coluna sobre a temática LGBT em uma emissora de rádio, o programa vai acrescentar muito ao público. “É uma iniciativa pioneira. Apresento uma coluna sobre o tema, na rádio local. Imaginem isso na televisão, em âmbito nacional e em primeira pessoa. Acho a ideia maravilhosa”, disse. “[Os convidados] são conhecidos e são formadores de opinião: o que eles dizem, as pessoas levam em consideração. Vai ser sensacional e eu estou seguro de que os entrevistados vão acrescentar coisas interessantes”, completou.

O Espaço Plural vai ao ar todas as sextas-feiras, às 23h, com reprises às segundas, à meia-noite. A EBC informa o programa “reflete os valores que norteiam a ação da TV Brasil, como o respeito aos direitos humanos e à liberdade de expressão, além do exercício da cidadania”.

Repercussão
Nas redes sociais, a atração despertou a curiosidade e a expectativa dos telespectadores. Na página da TV Brasil, no Facebook, o vídeo de chamada para a estreia tem mais de 120 mil visualizações. Na internet, os comentários sobre o talk show são positivos. “O que falar desse programa que eu ainda não assisti, mas já considero pacas?”, disse a internauta Christiane Gonçalves.

“Que sucesso… antes mesmo de estreiar já percebe-se o sucesso que será. A televisão brasileira precisa renovar, precisa de programas como este, eu como comunicador e apresentador fico muito feliz e esperançoso com a iniciativa da TV Brasil. Parabéns!!!”, acrescenta Lucas Lourenço.

“Já estou querendo assistir! Parabéns @TV Brasil pela iniciativa”, comentou o internauta Rafael Pinto.

Entre os convidados que já gravaram com o time de apresentadores, estão o médico Drauzio Varella, a ex-chacrete Rita Cadillac, a jornalista Barbara Gancia e a atriz Bruna Lombardi.

Drauzio Varella é o convidado do programa de estreia. Cancerologista e imunologista, é autor de 13 livros e foi um dos pioneiros no tratamento da aids, no Brasil. Além da colaboração para a área de saúde, o médico deixa claro o que pensa sobre a orientação sexual, diz que a homofobia é fruto da ignorância e que a sexualidade não é uma opção.

O programa Estação Plural é dirigido por Cássia Dian, que já trabalhou em emissoras como MTV, Band e Rede TV!, além de ter dirigido produções para o canal GNT. O roteiro é de Ana Ribeiro, ex-diretora executiva do iGay, portal do iG, ligado ao universo LGBT.

Edição: Denise Griesinger

Fonte: Agência Brasil

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Most Popular

Recent Comments

Daniel A. Santos on Legislação dos jornalistas
Antônio Carlos Costa on As multidões e os protestos
FERNANDO MARGHETTI NUNES on Dez desejos para o jornalismo em 2016
leonelcamasao on Legislação dos jornalistas
Maria Tercilia Bastos on Nota de pesar
valmor on Convênios
Vilma Gomes Pinho on Convênios