InícioNOTÍCIASSindicato coleta abaixo-assinado contra monopólio da RBS na imprensa

Sindicato coleta abaixo-assinado contra monopólio da RBS na imprensa

População desconhece palavra oligopólio, mas entende que a RBS não pode ser a dona da informação

O dia de hoje, que em nada lembrou o inverno, foi um bom presságio ao Sindicato dos Jornalistas que lançou em Florianópolis a Primavera Quente, uma série de atos e protestos em defesa do diploma para exercício da profissão de jornalista e contra os oligopólios de mídia. Com o lema “Eu quero o Brasil de verdade na TV!”, a campanha surtiu efeito entre as pessoas que passaram pela Esquina Democrática (Calçadão da Felipe Schmidt), em Florianópolis. Centenas delas receberam um texto explicativo sobre os problemas provocados pela concentração dos meios de comunicação em SC, com destaque ao Grupo RBS, e assinaram um abaixo-assinado em defesa da pluralidade na imprensa.

As assinaturas coletadas e o recolhimento de novas folhas de abaixo-assinados serão anexadas à Ação Civil Pública movida pelo Ministério Público Federal em Santa Catarina contra o monopólio da comunicação exercido pela RBS. O processo, ainda em tramitação, tem também como réus o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e a União. Esta é a segunda iniciativa do SJSC em 2009 em relação à questão dos oligopólios de mídia. A primeira foi em 28 de abril, com realização de debate com o procurador Celso Três, do MPF/SC, e com Danilo Carneiro, membro do Grupo Tortura Nunca Mais, do Rio de Janeiro.

Movimentação

A manifestação dos jornalistas mostrou que a população tem interesse no assunto que lhe diz respeito direto, pois o monopólio não lhe dá vez para ser ouvida, não noticia aquilo que realmente faz parte do seu cotidiano e afeta sua vida. O resultado é que muitas das pessoas que passaram hoje pelo Calçadão interessaram-se em saber do que se tratava o protesto e fizeram questão de assinar o abaixo-assinado e questionar a monopolização na imprensa.

No panfleto distribuído pelo SJSC, perguntou-se “Por que o oligopólio é ruim?” e “A vida da gente? Não sai no jornal!”. No primeiro caso, respondeu-se que a Constituição Brasileira proíbe o monopólio; e se apenas um grupo determina o que é divulgado, a população receberá apenas uma opinião. Já na segunda questão, mostrou-se que os pobres e os trabalhadores geralmente são personagens quando vitimas de tragédia ou quando mostrados como bandidos.

A manifestação mostrou que a população quer falar. O problema é conseguir espaço numa mídia única que tem espaços somente para defender seus interesses, sejam eles econômicos ou ideológicos, ou as duas situações juntas.

O Sintrajusc contribuiu com o ato através de apoio logístico e dirigentes do Sindicato dos Bancários da Grande Florianópolis (SEEB) apoiaram e participaram do ato.

Foto: Luiz Stefanes

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -
Google search engine

Most Popular

Recent Comments

Daniel A. Santos on Legislação dos jornalistas
Antônio Carlos Costa on As multidões e os protestos
FERNANDO MARGHETTI NUNES on Dez desejos para o jornalismo em 2016
leonelcamasao on Legislação dos jornalistas
Maria Tercilia Bastos on Nota de pesar
valmor on Convênios
Vilma Gomes Pinho on Convênios