InícioNOTÍCIASCampanha pede veto do governo ao PL que altera o nome da...

Campanha pede veto do governo ao PL que altera o nome da Rodovia Paulo Stuart Wright

O Coletivo Catarinense pela Memória, Verdade e Justiça lançou um movimento pelo veto ao PL 199.9/2011, que altera o nome atual da Rodovia PAULO STUART WRIGHT (Deputado Estadual cassado em 1964), para o nome de um prefeito nomeado na ditadura. O Sindicato dos Jornalistas de Santa Catarina apoia o movimento e convoca a categoria a engrossar a manifestação, reivindicando o veto do governador Raimundo Colombo ao Projeto.

Natural de Joaçaba (SC), Paulo Stuart Wright foi eleito deputado estadual para a legislatura de 1963 a 1967 pelo Partido Social Progressista. No entanto, por seu trabalho de organização das Cooperativas de Pesca no estado, teve seu mandato cassado pelo Ato Institucional Número Cinco (AI-5). Dirigente da Ação Popular, Paulo Wright caiu na clandestinidade e conseguiu sobreviver até setembro de 1973, quando foi preso e desapareceu nos porões da ditadura.

Em 2010, a Assembleia Legislativa aprovou – por unanimidade – o nome de Paulo Wright para batizar a rodovia SC-414, que liga a BR 101 à Avenida Nereu Ramos, no município de Penha. A rodovia faz a divisa entre Penha e Balneário Picarras. A Lei 15.450 foi sancionada pelo governador Raimundo Colombo no dia 17 de janeiro de 2011. No entanto, para “nosso espanto”, segundo denúncia do Coletivo Catarinense pela Memória, Verdade e Justiça, coordenado pela ativista de direitos humanos Derlei De Luca, no final do mesmo ano o deputado Gilmar Knaesel (PSDB/SC) apresentou o Projeto de Lei 199.9.2011 “para substituir o nome de Paulo pelo nome de um prefeito nomeado pela ditadura, atendendo interesses eleitoreiros atuais”. O político local, no caso, é Francisco Leopoldo Fleith, pai do vereador Ivo Álvaro Fleith (PSDB), de Piçarras.

Mesmo sendo duramente criticado em audiência pública realizada na ALESC em novembro do ano passado para debater a Comissão Nacional da Verdade, o projeto teve rápida tramitação na Comissão de Constituição e Justiça e foi aprovado – por maioria – em 1º e 2º turno no plenário do Legislativo catarinense no dia 11 de julho. A matéria foi encaminhada para apreciação do governador do estado no dia 25 de julho.

Para “evitar que Paulo Stuart Wright seja outra vez cassado da memória de nosso Estado”, o Coletivo Catarinense pela Memória, Verdade e Justiça lançou uma campanha para que o PL 199.9.2011 seja vetado. O SJSC apoia o movimento e pede aos jornalistas que adiram ao movimento enviando mensagens para os e-mails raimundocolombo@gge.sc.gov.br, do governador do estado, e vicegovernador@gvg.sc.gov.br, do vice governador Eduardo Pinho Moreira. Segue, abaixo, a sugestão de texto:

Excelentíssimos Senhores, Governador do Estado de Santa Catarina e Vice Governador do Estado de Santa Catarina,

Em 1964 a Assembleia Legislativa, subserviente ao governo que assaltou o poder, cassou o mandato do deputado PAULO STUART WRIGHT, organizador das Cooperativas de Pesca, no Estado. Dirigente da Ação Popular, Paulo cai na clandestinidade e conseguiu sobreviver até 1973, quando então foi preso e desapareceu nos porões da ditadura. No ano 2010, a Assembleia aprovou o nome de Paulo para batizar uma rodovia que liga o município de Penha a Piçarras. A Lei foi sancionada pelo governador, nos primeiros dias de janeiro de 2011. Para nosso espanto, a nova legislatura, apresentou um projeto para substituir o nome de Paulo pelo nome de um prefeito nomeado pela ditadura, atendendo interesses eleitoreiros atuais – PL 0199.9.2011. Durante um ano meio conseguimos retardar a aprovação do PL, que finalmente foi aprovado por acordo de lideranças. Desta forma, solicitamos, como forma de manutenção da dignidade na luta pela democracia no Estado de Santa Catarina, que o projeto seja VETADO PELO CHEFE DO PODER EXECUTIVO, evitando-se, assim, que PAULO STUART WRIGHT seja outra vez cassado da memória de nosso Estado.

Cordialmente,
Nome
Atividade/Função

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Most Popular

Recent Comments

Daniel A. Santos on Legislação dos jornalistas
Antônio Carlos Costa on As multidões e os protestos
FERNANDO MARGHETTI NUNES on Dez desejos para o jornalismo em 2016
leonelcamasao on Legislação dos jornalistas
Maria Tercilia Bastos on Nota de pesar
valmor on Convênios
Vilma Gomes Pinho on Convênios