InícioNOTÍCIASIsolamento social para preservar a vida

Isolamento social para preservar a vida

No dia 28 de março um manifesto assinado por mais de 100 entidades e movimentos sociais, entre elas o Sindicato dos Jornalistas de Santa Catarina, solicitou ao governo do estado a prorrogação das medidas de isolamento social por tempo indeterminado. O “Movimento de Entidades Consciência Já” destacou a necessidade da preservação da vida diante da possibilidade de disseminação em massa do coronavírus, o que pode representar um prejuízo de dimensões social e econômica incalculáveis.

A manifestação das entidades, aliada a uma intensa reação popular nas redes sociais, posicionamentos de prefeitos e autoridades públicas, além das evidências catastróficas no noticiário nacional e internacional,  contribuiu para que o governo do estado revisse o plano de suspensão gradual da quarentena, anunciado dois dias antes.

No entanto, formalmente prorrogada até o dia 7 de abril, a quarentena agora se dá com flexibilizações no que se refere a obras públicas, de construção civil e da rede bancária, que a partir desta segunda-feira (30/04)) voltaram a funcionar com algumas restrições.

Diante disso, o SJSC reafirma não só o conteúdo do comunicado a órgãos e instituições públicos e privados no sentido de prosseguir com medidas protetivas e mitigatórias à proliferação da doença, como também o inteiro teor do manifesto do Movimento de Entidades Consciência Já.

O isolamento social é a principal medida para diminuir a proliferação do coronavírus. Atender às orientações da Organização Mundial da Saúde, das autoridades sanitárias e científicas, mais do que um gesto de bom senso, é um ato de responsabilidade política, econômica e social.

Sindicato dos Jornalistas de Santa Catarina

30 de março de 2020.

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -
Google search engine

Most Popular

Recent Comments

Daniel A. Santos on Legislação dos jornalistas
Antônio Carlos Costa on As multidões e os protestos
FERNANDO MARGHETTI NUNES on Dez desejos para o jornalismo em 2016
leonelcamasao on Legislação dos jornalistas
Maria Tercilia Bastos on Nota de pesar
valmor on Convênios
Vilma Gomes Pinho on Convênios