quarta-feira, dezembro 7, 2022
InícioNOTÍCIASAssembléias gerais dos jornalistas movimentam o Estado; dia 29 será em Tubarão

Assembléias gerais dos jornalistas movimentam o Estado; dia 29 será em Tubarão

A realização de assembléias regionais extraordinárias para debater a decisão do STF que pôs fim à exigência do diploma está mobilizando os jornalistas em Santa Catarina. Após os encontros da categoria em Concórdia, Florianópolis e Criciúma, as próximas reuniões ocorrem na segunda, terça e quarta-feiras, 29 e 30 de junho e 1º de julho, em Tubarão, Itajaí e Lages, que se mobilizam em defesa da profissão. Além de jornalistas, também foram convidados a participar das assembléias os acadêmicos e representantes de entidades.

A Assembléia Regional em Criciúma, realizada na SATC, reuniu aproximadamente 70 pessoas entre profissionais, professores e alunos. Na avaliação do diretor Sandro de Mattia, “ficou bem claro o trabalho do Sindicato e a mobilização no sentido de valorização profissional e defesa do diploma”. Uma das decisões tomadas no encontro foi a formação de um grupo de nove pessoas para dar encaminhamento às questões relativas à defesa da profissão. A primeira reunião ocorre na segunda-feira, às 17h.

Araranguá

Em meio às assembléias, o presidente Rubens Lunge visitou duas empresas de comunicação de Araranguá, que foram fiscalizadas pelo Ministério Público do Trabalho. O entendimento é que as mesmas se adequem à legislação trabalhista dos jornalistas através de ajuste de conduta.

Veja o cronograma das assembléias:

24/06 – Florianópolis e Concórdia;
25/06 – Criciúma;
29/06 – Tubarão – auditório do Cettal, 19h15;
30/06 – Itajaí – auditório do bloco 13, Campus da Univali, 19h;
01/07 – Lages – auditório da Amures, 19h15.

Por problema de agenda, o encontro em Blumenau, que seria hoje, foi transferido para uma data ainda em aberto.

Para o presidente do SJSC, “nossas assembléias devem apontar e agendar grandes manifestações públicas em Santa Catarina, em repúdio à decisão do STF”. Ele acrescenta que a nova situação da profissão ficará mais clara quando da publicação do acórdão ou do transitado em julgado do STF.

Salientou ainda que o julgamento ocorrido no Supremo em nada altera a convenção coletiva e a jornada de trabalho dos jornalistas, dentre outras questões relativas à categoria.

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Most Popular

Recent Comments

Daniel A. Santos on Legislação dos jornalistas
Antônio Carlos Costa on As multidões e os protestos
FERNANDO MARGHETTI NUNES on Dez desejos para o jornalismo em 2016
leonelcamasao on Legislação dos jornalistas
Maria Tercilia Bastos on Nota de pesar
valmor on Convênios
Vilma Gomes Pinho on Convênios