terça-feira, dezembro 6, 2022
InícioNOTÍCIASNota do SJSC sobre o caso Dunga

Nota do SJSC sobre o caso Dunga

O treinador brasileiro, Dunga, envolveu-se em uma polêmica com a Rede Globo, ao ofender, com palavras de baixo calão, a um jornalista da emissora. Independentemente do que se pode pensar de todo o episódio, que envolve a decisão unilateral do presidente da CBF em beneficiar a Globo com entrevistas exclusivas, situação que, corretamente, não foi aceita por Dunga, o que tem de ser observado é a posição do treinador diante do repórter.

Quem trabalha com comunicação sabe que, muitas vezes, o trabalhador não está visceralmente ligado aos interesses da empresa. É certo que há muitos que “vestem a camisa” de forma acrítica, mas isso não está em questão. O que realmente deve chamar à atenção aos jornalistas é que uma autoridade – seja ela política ou futebolística – não pode ofender um profissional por conta do que a empresa onde ele trabalha anda fazendo.

A rede Globo é realmente um monopólio neste país e, com figuras como Ricardo Teixeira, busca impor uma dominação midiática. Mas, o profissional que a representa não pode ser agredido por isso. O jornalista, mal ou bem, está cumprindo sua função. Se o jornalista é um equivocado ou não, não importa. Precisa ser respeitados no exercício da sua profissão como qualquer outro trabalhador.

Por isso, repudiamos a atitude de Dunga. Se estava o treinador incomodado com as armações globais que se manifestasse publicamente sobre isso. Profissionais como o jornalista em questão, e até mesmo o todo poderoso William Bonner, que já chamou o brasileiro médio de Homer Simpson, nada mais são do que trabalhadores assalariados da Globo. Mais dia, menos dia, também eles sofrerão na pele o que isso significa. Mas, para nós, do Sindicato dos Jornalistas de Santa Catarina, o que deve ser preservado é o respeito ao trabalhador que foi ofendido. Todo o nosso repúdio à rede Globo e as suas maracutaias. E a nossa completa desaprovação à atitude do treinador. Bater no menor elo da corrente não é a melhor opção.

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Most Popular

Recent Comments

Daniel A. Santos on Legislação dos jornalistas
Antônio Carlos Costa on As multidões e os protestos
FERNANDO MARGHETTI NUNES on Dez desejos para o jornalismo em 2016
leonelcamasao on Legislação dos jornalistas
Maria Tercilia Bastos on Nota de pesar
valmor on Convênios
Vilma Gomes Pinho on Convênios