segunda-feira, dezembro 5, 2022
InícioNOTÍCIASSétimo jornalista é assassinado em Honduras e presidente pede ajuda internacional

Sétimo jornalista é assassinado em Honduras e presidente pede ajuda internacional

O jornalista hondurenho Georgino Orellana foi morto na noite da última terça-feira (20/04), em San Pedro Sula, segunda maior cidade do país. Ele foi o sétimo jornalista assassinado em Honduras apenas em 2010. Nesta quinta-feira, o presidente do país, Porfirio Lobo, pediu ajuda internacional para a resolução dos casos.

“Lamentamos muito a perda de qualquer vida humana, e mais ainda quando se trata de calar um direito universal, que é o direito de se expressar e opinar”, disse, garantindo ainda que as autoridades de segurança foram instruídas a “esgotar os meios necessários” para esclarecer o crime e que o governo “está fazendo contatos internacionais” para que investigadores estrangeiros auxiliem nas investigações.

Orellana foi morto com um tiro na cabeça ao deixar os estúdios da Televisión de Honduras, onde apresentava o programa “En vivo con Georgino”.

De acordo com o vice-ministro de segurança pública, Armando Calidonio, as investigações indicam que o crime não está ligado com o exercício da profissão. A hipótese de roubo também foi descartada, já que não foram levados seus pertences. Calidonio informou ainda que uma pessoa já foi presa.

“Não vamos dar detalhes porque faz parte da investigação”, disse.

Fonte: Comunique-se, *com informações do El Heraldo.

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Most Popular

Recent Comments

Daniel A. Santos on Legislação dos jornalistas
Antônio Carlos Costa on As multidões e os protestos
FERNANDO MARGHETTI NUNES on Dez desejos para o jornalismo em 2016
leonelcamasao on Legislação dos jornalistas
Maria Tercilia Bastos on Nota de pesar
valmor on Convênios
Vilma Gomes Pinho on Convênios