InícioNOTÍCIASNegociação coletiva | Empresas ainda não se posicionaram sobre os índices econômicos

Negociação coletiva | Empresas ainda não se posicionaram sobre os índices econômicos

Durante todo o dia 17 de maio, a comissão de negociação coletiva dos jornalistas esteve reunida com os representantes do Sindicato das Empresas Proprietárias de Jornais e Revistas de Santa Catarina (Sindejor/SC). Pelo Sindicato dos Jornalistas participaram os dirigentes Leonel Camasão, Linete Martins e Valmor Fritsche, além dos assessores José Álvaro Cardoso (Dieese) e Andreza Prado de Oliveira e Natália Calliari (advogadas). Apesar de alguns avanços, a contraproposta patronal ainda está distante das reivindicações da categoria.

Embora concordem com alguns pontos da pauta dos jornalistas e acenem com a recuperação de parte das perdas históricas do piso salarial, os representantes das empresas permanecem irredutíveis em relação à grande parte das cláusulas sociais. Mesmo assim, houve avanços em cláusulas que tratam da saúde dos trabalhadores, da ampliação do auxílio-creche e na que institui o auxílio-funeral.

Os prepostos dos patrões não concordaram em incluir na Convenção Coletiva uma gratificação de periculosidade para os profissionais expostos a riscos, mas reconheceram a necessidade de prever, no texto, mecanismos que garantam a segurança dos jornalistas no desempenho de suas funções. Houve acordo, também, na inclusão de seguro para cobrir os riscos dos jornalistas em viagens de trabalho.

No que se refere à contratação de estagiários, as empresas se comprometem a seguir o Programa Nacional de Estágio Acadêmico em Jornalismo, aprovado no 33º Congresso Nacional dos Jornalistas.

Cerca de vinte cláusulas ainda não foram discutidas na mesa de negociação pelas duas partes. Temas como a ampliação da licença-maternidade, estabilidade, auxílio-doença, liberação de dirigentes sindicais, entre outras, ficaram para a próxima reunião, marcada para o dia 24 de maio. A expectativa da comissão de negociação coletiva do Sindicato dos Jornalistas é que na próxima rodada sejam definidos os índices econômicos, já que até o momento não houve uma contraproposta patronal satisfatória de reajuste do piso e dos demais salários da categoria.

Acesse a pauta de reivindicações dos jornalistas de Santa Catarina no endereço www.sjsc.org.br/pauta2012.

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -
Google search engine

Most Popular

Recent Comments

Daniel A. Santos on Legislação dos jornalistas
Antônio Carlos Costa on As multidões e os protestos
FERNANDO MARGHETTI NUNES on Dez desejos para o jornalismo em 2016
leonelcamasao on Legislação dos jornalistas
Maria Tercilia Bastos on Nota de pesar
valmor on Convênios
Vilma Gomes Pinho on Convênios