terça-feira, dezembro 6, 2022
InícioAÇÃO SINDICALRBS novamente barra acesso de dirigentes do SJSC a locais de trabalho

RBS novamente barra acesso de dirigentes do SJSC a locais de trabalho

O Sindicato dos Jornalistas de Santa Catarina denuncia a postura censora e antissindical do Grupo RBS, que, no dia 14 de julho, barrou a entrada de dirigentes sindicais em suas redações nas cidades de Itajaí, Blumenau e Joinville. Além de contrariar a legislação brasileira e a 27ª Cláusula da Convenção Coletiva em vigor, a postura da empresa configura um atentado à liberdade e autonomia sindical e à liberdade de expressão.
A passagem nas redações dos veículos da RBS havia sido previamente comunicada e autorizada. E começou por Florianópolis, com informes sobre a campanha salarial dos Jornalistas, convocação para um seminário preparatório ao 37º Congresso Nacional da categoria e para a participação dos jornalistas nas eleições da FENAJ, que ocorrem de 19 a 21 de julho. Tudo transcorreu normalmente na redação da RBSTV, TVCom, CBNDiário e G1. Após a visita à redação do Diário Catarinense, no entanto, a assessoria jurídica da RBS, sob o argumento de que o SJSC “rompeu o acordo”, suspendeu a autorização de acessdo às redações do Grupo no dia seguinte.
O retrocesso na autorização de acesso às redações teve um motivo: a distribuição do “Calvário Catarinense”, um panfleto – que já circula nas redes sociais e foi visualizado por mais de 50 mil pessoas – onde o Sindicato informa que, apesar de seu lucro, o Grupo, através do Sindicato das Empresas de Jornais e Revistas de SC, tenta impor perda salarial aos jornalistas, ou seja, propôs reajuste salarial de apenas metade da inflação acumulada até abril de 2016, que foi de 9,83%.
A Cláusula 27ª da Convenção Coletiva em vigor é muito clara: “CLÁUSULA VIGÉSIMA SÉTIMA – LIVRE ACESSO – Fica assegurado o livre acesso dos dirigentes sindicais dos trabalhadores às empresas para desempenho de suas funções sindicais, mediante prévia autorização de seus diretores, editor-chefe ou pessoa por estes designada”. Isto foi cumprido pelo Sindicato dos Jornalistas de SC.
É inadmissível que uma empresa queira se arvorar ao direito de estabelecer o que um Sindicato de trabalhadores pode ou não dizer. Isto é um ataque à democracia, é censura, é cerceamento à liberdade sindical. E como tal será denunciado nacional e internacionalmente.
Florianópolis, 15 de julho de 2016.
Diretoria do SJSC
RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Most Popular

Recent Comments

Daniel A. Santos on Legislação dos jornalistas
Antônio Carlos Costa on As multidões e os protestos
FERNANDO MARGHETTI NUNES on Dez desejos para o jornalismo em 2016
leonelcamasao on Legislação dos jornalistas
Maria Tercilia Bastos on Nota de pesar
valmor on Convênios
Vilma Gomes Pinho on Convênios