segunda-feira, dezembro 5, 2022
InícioAÇÃO SINDICALSindicato dos Jornalistas faz nova proposta para acordo com patrões

Sindicato dos Jornalistas faz nova proposta para acordo com patrões

Após mais de dois meses sem diálogo, o Sindicato dos Jornalistas de Santa Catarina e o Sindicato Patronal de Jornais e Revistas retomaram as conversações visando um acordo nas negociações de 2017, na audiência de mediação solicitada pelo SJSC e realizada no dia 7 de novembro, na Secretaria Regional do Trabalho e Emprego. O SJSC encaminhou nesta terça-feira (14/11) nova contraproposta ao Sindicato patronal.

O impasse nas negociações ocorreu no dia 29 de agosto, quando o Sindicato dos Jornais e Revistas encaminhou uma contraproposta “final” ao SJSC, recusando-se a novas rodadas de negociação e estabelecendo, unilateralmente, que dali para frente o diálogo só se daria “entre os presidentes”. A contraproposta, além de prever apenas o pagamento do INPC (3,99%), trazia “inovações” inspiradas na onda nacional de contrarreformas que retiram direitos.

Com um forte tom de enfraquecimento da organização sindical dos jornalistas, a proposta patronal trouxe “pérolas” como o fim da liberação de dirigentes, fim do livre acesso às redações, empecilhos para o custeio da entidade representativa dos jornalistas, fim da Comissão Paritária para discutir questões ligadas à saúde dos profissionais, até mudanças na “onerosa” disponibilização de exemplares dos jornais ao Sindicato.

Para o assessor jurídico do SJSC, Prudente Mello, a lógica da proposta patronal estava clara: “sindicato fraco é igual a categoria com menos direitos”. O presidente do SJSC, Aderbal Filho, também considera que desde a forma, até o conteúdo, a iniciativa patronal de tentar enfiar uma contraproposta goela abaixo da categoria foi muito ruim. “Faz sete meses que estamos tentando negociar e os patrões só respondem com intransigência”, critica.

Segundo Aderbal, a nova contraproposta feita pelo SJSC nesta terça-feira, retomando o diálogo que os patrões não deveriam ter interrompido, abre a perspectiva de fechamento de um acordo coletivo.  “O esforço do Sindicato dos Jornalistas para chegarmos a um entendimento tem sido grande, mas não pode ser de mão única”, finaliza.

 

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Most Popular

Recent Comments

Daniel A. Santos on Legislação dos jornalistas
Antônio Carlos Costa on As multidões e os protestos
FERNANDO MARGHETTI NUNES on Dez desejos para o jornalismo em 2016
leonelcamasao on Legislação dos jornalistas
Maria Tercilia Bastos on Nota de pesar
valmor on Convênios
Vilma Gomes Pinho on Convênios