quarta-feira, dezembro 7, 2022
InícioNOTÍCIASTrabalhadores da EBC aprovam continuidade da greve

Trabalhadores da EBC aprovam continuidade da greve

ebc_1211_internaOs funcionários da Empresa Brasil de Comunicação (EBC) decidiram, em assembleia simultânea realizada Brasília (DF), Rio de Janeiro (RJ) e São Paulo (SP) na segunda-feira (11/11), continuar em greve iniciada na quinta (7/11). Os trabalhadores decidiram que não irão abrir mão dos direitos conquistados e também continuarão na luta pelo ganho real.

A EBC oferece 1% de ganho real dividido em dois anos, tíquete alimentação extra no fim de 2013 e 2014, vale-cultura. Mas impõe, a partir de demanda do Ministério do Planejamento, a retirada de 10 itens do Acordo e quer a exclusão de outras cláusulas sociais. Na quarta-feira (6/11), a direção da empresa lançou nota de esclarecimento aos funcionários onde manifestou-se “surpreendida pela deflagração da greve de seus empregados”, considerou “ilegítimo o modo como foi deflagrada e anunciada a greve” e referiu-se a instrumentos legais para destacar que “os empregados deverão garantir o funcionamento mínimo dos serviços”.

Segundo Paulo Zocchi, secretário do Departamento Jurídico do SJSP e diretor da FENAJ, que acompanha o movimento dos trabalhadores da EBC em São Paulo, as ameaças feitas pela empresa através do comunicado distribuído só contribuiu para a aprovação da greve nacional.

“No comunicado, a empresa considerou ilegítimo o modo como foi deflagrada e anunciada a greve e que adotaria as medidas administrativas e legais cabíveis para garantir o direito ao trabalho. Não é uma boa maneira de negociar com os trabalhadores”, afirmou.

Na assembleia desta segunda-feira os jornalistas e radialistas mantiveram a contraproposta aprovada na assembleia do dia 5 de novembro, que prevê reajuste linear de R$ 290, aumento de 11% no tíquete alimentação, além de avanços em nove cláusulas sociais, como horas-extras, ocupação de cargos de chefia por concursados, formação, suspensão de punições e abonos de falta. Foi aprovada, também, a continuidade do diálogo com a empresa e o envio de cartas a órgãos do governo e a lideranças políticas reivindicando o apoio às demandas dos trabalhadores.

Depois da assembleia, os funcionários realizaram ato em frente ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão para cobrar do governo a liberação dos recursos para o atendimento das reivindicações dos trabalhadores.

Em uma conversa informal com grevistas em Brasília na manhã desta segunda, o presidente da EBC, Nelson Breves, sinalizou que as negociações deverão ser retomadas mediante o cumprimento de duas premissas: fechamento de um acordo coletivo para dois anos e discussão do reajuste salarial em percentuais, e não linear – como querem os trabalhadores. Os funcionários realizam nova assembleia nesta terça-feira (12) para avaliar a mobilização.

Com informações dos Sindicatos dos Jornalistas do DF, SP e Município do Rio de Janeiro

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Most Popular

Recent Comments

Daniel A. Santos on Legislação dos jornalistas
Antônio Carlos Costa on As multidões e os protestos
FERNANDO MARGHETTI NUNES on Dez desejos para o jornalismo em 2016
leonelcamasao on Legislação dos jornalistas
Maria Tercilia Bastos on Nota de pesar
valmor on Convênios
Vilma Gomes Pinho on Convênios