InícioNOTÍCIASSindicato aguarda decisão sobre inquérito referente ao acervo fotográfico do Jornal O...

Sindicato aguarda decisão sobre inquérito referente ao acervo fotográfico do Jornal O Estado

Denúncia foi formulada pelo SJSC em 2005

Mais uma iniciativa foi tomada hoje à tarde (03/07) para que o acervo fotográfico e documental do Jornal O Estado seja preservado com a realização de uma reunião ampliada da Comissão de Educação, Cultura e Desporto da Câmara Municipal de Florianópolis. Os dirigentes Rubens Lunge e Luis Henrique Prates participaram do encontro convocado pelo vereador Jaime Tomelo (DEM), que reuniu representantes de várias entidades ligadas ao assunto.

Ainda sobre a não preservação do material, o Sindicato fez denúncia sobre o descaso em 2005, através de denúncia ao Ministério Público do Trabalho, de número 2.687/2005, que gerou um inquérito civil público. Segundo a assessora jurídica do SJSC, Andreza Prado de Oliveira, foram realizadas duas audiências e somente na segunda é que o representante de O Estado compareceu. Na época, Alessandro de Carvalho França, assegurou que o material estava bem guardado e preservado, mas isso não correspondia à realidade dos fatos, o que gerou questionamentos do Sindicato.

As informações irreais sobre o caso levaram a se abrir um procedimento de investigação, de número 704/2005, instaurado pela procuradoria do MPT. Mais recentemente, no dia 19 de junho, o editor Ozias Alves Júnior, do jornal Biguaçu em Foco (www.jbfoco.com.br) produziu dois vídeos no antigo prédio do jornal, no Saco Grande, que mostram o abandono e a destruição dos arquivos fotográficos.

As filmagens levaram o jornalista Celso Martins, do blog sambaquinarede2, a acionar o Ministério Público de Santa Catarina e a 28ª Promotoria de Justiça da Capital informou a ele o seguinte:

“A propósito de manifestação encaminhada pela Ouvidoria do MPSC nesta data sobre o assunto acima mencionado, informo que tramita nesta Promotoria de Justiça de Defesa do Meio Ambiente Inquérito Civil Público de nº 06.2008.000510-6.

Este ICP foi instaurado a partir de documentos remetidos pelo Ministério Público do Trabalho, entre os quais o resultado de uma vistoria levada a efeito pelo Sindicato dos Jornalistas, o qual nos idos de 2005 já mencionava o risco de deterioração do acervo fotográfico.

Há quase dois anos, sem sucesso, busca-se contato com os responsáveis pelo que sobrou de tal acervo, com vista à preservação do bem difuso da memória do Estado de Santa Catarina contida em tais registros.

Assim, toda contribuição para identificar os responsáveis pelo que ainda seja possível salvar, com o objetivo de estabelecer, talvez em um Termo de Compromisso de Ajustamento de Conduta, a adequada conservação e guarda do material, é muito bem-vinda. […]
Rui Arno Richter
28º Promotor de Justiça da Capital”.

O Sindicato pretende, na próxima semana, após a reunião na Câmara e contatos com o Ministério Público e Ministério Público do Trabalho, analisar quais medidas devem ser tomadas em conjunto com outras entidades interessadas na preservação da memória fotográfica de O Estado, que vem a ser a memória de Santa Catarina. O jornal, fundado em 1914, teve a falência decretada em 2007 e foi o mais importante periódico catarinense nas décadas de 70 e 80.

Instituições têm interesse no acervo do jornal O Estado
Por Celso Martins

O Instituto Histórico e Geográfico de Santa Catarina (Ihgsc), o Instituto Carl Hoepcke, a Casa da Memória/Fundação Franklin Cascaes e o Arquivo Histórico de Florianópolis, podem receber a qualquer momento o acervo do jornal O Estado, desde que seu proprietário, o empresário José Matusalém Comelli, decida efetuar a doação. A disposição foi revelada hoje à tarde (03/07) durante sessão aberta da Comissão de Educação e Cultura da Câmara Municipal de Florianópolis, por iniciativa do vereador Jaime Tonello. O evento foi transmitido ao vivo pela TV Câmara.

Max Müller, superintendente do Instituto Carl Hoepcke, revelou que a instituição vem solicitando há três anos a guarda do acervo, “pois tínhamos conhecimento de problemas de conservação”. O Instituto mostrou disposição de receber o acervo por doação, “mas não veio resposta até agora”, disse Müller, reafirmando a disposição de abrigar o patrimônio.

Por outro lado, em reunião da diretoria do Ihgsc na última quarta-feira (1º/07), o presidente Carlos Humberto Corrêa encarregou Müller de procurar o empresário José Matusalém Comelli e reafirmar que a instituição continua interessada no acervo. Há cerca de dois anos, o Ihgsc tentou a guarda da documentação, mas não conseguiu.

A reunião teve a presença da deputada estadual Ângela Albino (PC do B) e dos vereadores Márcio de Souza (PT), Jaime Tonello (DEM), Ricardo Camargo Vieira (PC do B) e Renato Geske (PR), dos presidentes do Sindicato dos Jornalistas de Santa Catarina, Rubens Lunge, e da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), Sérgio Murilo, e de Débora Almada, secretária da Associação Catarinense. Os representantes dos órgãos e entidades que se habilitam a receber o acervo, e antigos funcionários do jornal O Estado, também compareceram.

O tom geral das intervenções foi de busca de entendimentos com o empresário José Matusalém Comelli. A comissão criada no final dos trabalhos se reúne no início da próxima semana e seus integrantes vão tentar fazer contato com o proprietário do jornal O Estado. Também vão procurar a 28º Promotoria de Justiça de Defesa do Meio Ambiente de Florianópolis, onde tramita um Inquérito Civil Público desde 2005. Outros detalhes no site da Câmara Municipal.

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -
Google search engine

Most Popular

Recent Comments

Daniel A. Santos on Legislação dos jornalistas
Antônio Carlos Costa on As multidões e os protestos
FERNANDO MARGHETTI NUNES on Dez desejos para o jornalismo em 2016
leonelcamasao on Legislação dos jornalistas
Maria Tercilia Bastos on Nota de pesar
valmor on Convênios
Vilma Gomes Pinho on Convênios