0,00 BRL

Nenhum produto no carrinho.

Protesto em Chapecó contra assassinato de menino indígena

Cerca de 250 pessoas, quase todas indígenas da Aldeia Kondá, se reuniram no Centro de Chapecó nesta quarta-feira (6 de janeiro) e pediram justiça pelo assassinato de Vitor Pinto, de apenas dois anos, na rodoviária em Imbituba. O protesto ocorreu no início da tarde, com concentração na Praça Coronel Bertaso e caminhada pela Avenida Getúlio Vargas. Uma das lideranças da aldeia fez um pronunciamento cobrando respostas. O ato teve ainda danças e gritos tradicionais do povo Kaingang lembrando a morte de Vitor

Também moradores da Aldeia Kondá, de Chapecó, a mãe de Vitor, Sônia da Silva, o pai, Arcelino Pinto, e a cacique da Aldeia Kondá e tia do menino, Márcia Rodrigues, acompanharam o protesto em Imbituba. Eles saíram da cidade natal à meia-noite com um carro da Funai rumo ao Sul do Estado.

O menino indígena Vitor Pinto foi morto no dia 30 de dezembro, na rodoviária de Imbituba. Ele foi assassinado por um homem enquanto era amamentado pela mãe. Um suspeito do crime, de 23 anos, está preso temporariamente.

Com informações do Diário Catarinense.

Matérias semelhantes

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais lidas

%d blogueiros gostam disto: