sexta-feira, dezembro 9, 2022
InícioNOTÍCIASConheça os vencedores do 1º Prêmio Casan de Jornalismo em Saneamento

Conheça os vencedores do 1º Prêmio Casan de Jornalismo em Saneamento

Os vencedores do 1º Prêmio Casan de Jornalismo em Saneamento foram conhecidos na noite desta terça-feira, 5, em ato que também marcou o encerramento das comemorações dos 40 anos de fundação da Casan, iniciados no ano passado. Os grandes vencedores foram os repórteres Naim Campos, da RBS TV, autor da reportagem “Aqüífero Ingleses: a gigante fonte natural de água potável do Norte da Ilha”, e Maiara Gonçalves, do Jornal Noticias do Dia, que recebeu o premio de melhor reportagem impressa pela matéria “Esgoto que vira água e adubo”. Cada um recebeu o prêmio de R$ 4 mil, além de troféu e certificado. Foram premiados ainda os segundos e terceiros lugares das categorias jornal e televisão e concedidas duas menções honrosas por participação regional destacando veículos de imprensa do Vale do Itajaí e Região do Extremo Oeste.

A solenidade aconteceu no Lira Tênis Clube, em Florianópolis e serviu também para comemorar o Dia Mundial do Meio Ambiente e o lançamento da logomarca comemorativa dos 80 anos de fundação da Associação Catarinense de Imprensa – ACI, uma entidades parceiras do certame.

Dos diversos trabalhos inscritos de todas as regiões do estado, foram selecionados três vencedores em cada categoria – jornal e televisão -, que receberam prêmios de R$ 4 mil, R$ 2 mil e R$ 1 mil, cada, respectivamente do primeiro ao terceiro colocado, além de troféus e certificados. Foram concedidas também duas menções honrosas por participação regional com ênfase ao tema saneamento básico. A premiação total chegou a R$ 14 mil.

O 1º Prêmio Casan de Jornalismo em Saneamento é promovido pela gerencia de Comunicação Social da Companhia Catarinense de Águas e Saneamento com o apoio da Associação Catarinense de Imprensa (ACI), Associação dos Diários do Interior (ADI), Associação dos Jornais do Interior (Adjori), Associação Catarinense das Emissoras de Radio e Televisão (Acaert) e Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Santa Catarina (SJSC). Além dos presidentes das entidades parceiras, a solenidade de entrega também contou com a presença do Diretor de Comunicação Social do Governo do Estado (Secom), jornalista Claudio Thomas, representando o governador Raimundo Colombo e do presidente da Fundação Catarinense de Cultura (FCC), Joceli de Souza, além do humorista Darci, que apresentou um número para o público.

Confira os vencedores do Prêmio:

Categoria Mídia Impressa – JORNAL

1º lugar – Maiara Gonçalves (repórter) e Alexandro Albornoz (fotógrafo). Jornal Noticias do Dia – Titulo: “Esgoto que vira água e adubo” – Prêmio de R$ 4 mil.
Sinopse – A reportagem mostra um sistema de tratamento de esgotos alternativo, por eletrólise, desenvolvido e aplicado por uma empresa privada na região da Grande Florianópolis, e que trata efluentes sem causar mau cheiro ou danos ao meio ambiente, além de gastar menos energia para o tratamento.

2º lugar – Dagmara Spautz – Jornal de Santa Catarina – Título: “Poluição: uma ameaça à vida” – Prêmio de R$ 2.000,00.
Sinopse – Fazendo parte da série “Ilhas Urbanas”, publicadas pelo Jornal de Santa Catarina, no ano passado, a reportagem mostra a preocupação e a necessidade de investimentos em tratamento adequado de esgotos nas cidades cortadas pelo rio Itajaí Açu, no Vale do Rio Itajaí. A matéria revela ainda que cuidar da Bacia Hidrográfica do Rio Itajai-Açu vai garantir água com qualidade para as futuras gerações, evitando crise de abastecimento.

3º lugar – Altamir Andrade – Veículo: Jornal O Garuvense – Garuva – Título: “Agora é só Casan”. Prêmio: R$ 1.000,00
Sinopse – A reportagem aborda a importância das condições técnicas e sanitárias necessárias no processo de captação, tratamento e distribuição de água a população, no caso, o município de Garuva, no Norte do Estado, alertando ainda sobre os riscos a saúde pública e fazendo acompanhamento jornalístico adequado.

Categoria Mídia Eletrônica – TELEVISÃO

1º “lugar – Naim Campos – Veiculo: RBS TV – Título: “Aqüífero dos Ingleses” – A Gigante fonte natural de água potável do Norte da Ilha”. – Prêmio de R$ 4.000,00
Sinopse – Reportagem de TV que integra uma série sobre o tema e aborda a importância da preservação do aqüífero ingleses, o maior da Ilha de Santa Catarina e que serve para o abastecimento de água potável de alta qualidade para grande parte da região Norte da Capital, uma das áreas populosa e de grande movimentação turística, alertando também para o risco de poluição.

2º lugar – Deluana Buss (reportagem e produção) Luis Guilherme Sella (imagens) e Everton Medeiros (Edição de imagens) – Veiculo: TV Assembléia – TVAL. Título: “Água Limpa para preservar a vida” – Prêmio de R$ 2.000,00. Sinopse – A matéria aborda a importância da água para o consumo humano e mostra como funciona um projeto inovador que utiliza a luz do sol para transformar água suja em água potável.

3º lugar – Emanoel José Vicenzi – Veiculo: Canal Terra Viva/Epagri – Titulo: Biodecompositores: parceiros do meio ambiente”. – Prêmio: R$ 1.000,00.

Sinopse – Reportagem que mostra como um mecanismo simples e de baixo custo por ajudar a resolver grave problema ambiental causado pelo lixo orgânico. O biodecompositor orgânico é apontado como um eficiente sistema de aproveitamento de resíduos em aulas práticas de educação ambiental, conscientizando para o tema e ajudando alunos da região Oeste a desenvolver seus próprios equipamentos ecológicos.

Menções honrosas por participação regional

1 – Jornal O Boca – Balneário Camboriú – Região do Vale do Itajaí – Alessandra A. Damasceno – Pela reportagem “- Destinação do lixo nos 11 municípios da Amfri – União inevitável” –
Sinopse – Reportagem especial mostra a realidade sobre coleta, tratamento e manejo de resíduos sólidos e outros na área dos 11 municípios integrantes da AMFRI – Associação dos Municípios da Foz do Rio Itajaí-Açu, destacando a necessidade de união administrativa para busca de soluções e preservação da saúde pública.

2 – Jornal Folha do Oeste – São Miguel do Oeste – Região Oeste Catarinense – Marcia Tonet e equipe – Pela reportagem: “Até quando teremos água potável” –
Sinopse – Reportagem chama a atenção para os riscos de contaminação excessiva dos mananciais que abastecem cidades interioranas comprometendo a qualidade da água, mas também mostra medidas de conscientização e mobilização da sociedade para o tema como o monitoramento do sistema de esgotos em condomínios de moradores.

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Most Popular

Recent Comments

Daniel A. Santos on Legislação dos jornalistas
Antônio Carlos Costa on As multidões e os protestos
FERNANDO MARGHETTI NUNES on Dez desejos para o jornalismo em 2016
leonelcamasao on Legislação dos jornalistas
Maria Tercilia Bastos on Nota de pesar
valmor on Convênios
Vilma Gomes Pinho on Convênios