sábado, dezembro 3, 2022
InícioAÇÃO SINDICALDebate e lançamento de Comissão Nacional marcam o 8 de Março das...

Debate e lançamento de Comissão Nacional marcam o 8 de Março das mulheres jornalistas

Numa promoção conjunta, o Coletivo Jornalismo sem Machismo, Curso e Departamento de Jornalismo da UFSC, Sindicato dos Jornalistas de Santa Catarina – SJSC, Programa de Pós-Graduação em Jornalismo da UFSC – POSJOR, Federação Nacional dos Jornalistas – FENAJ promovem, no dia 8 de março, a Roda de Conversa “O Jornalismo e as Questões de Gênero”. A atividade será às 14 horas, no Varandão do Centro de Comunicação e Expressão da UFSC, tendo como palestrantes a presidenta da Federação Nacional dos Jornalistas, Maria José Braga, e por skype, de Márcia Veiga, pesquisadora da UNISINOS – Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

No Brasil, a “Greve internacional das Mulheres” será marcada por com ampla mobilização das trabalhadoras do meio rural e urbano, que serão profundamente atingidas caso as medidas propostas pelo governo Temer na PEC 287/2016 (Reforma da Previdência) e o PL 4.926/2016 (Reforma Trabalhista) sejam aprovadas.

A Roda de Conversa “O Jornalismo e as Questões de Gênero” integra as atividades da Greve Internacional das Mulheres em Santa Catarina e terá transmissão ao vivo para todo o Brasil por meio da Rádio Ponto UFSC – webrádio do curso de Jornalismo da Universidade Federal de Santa Catarina.

No mesmo dia, a FENAJ fará o lançamento oficial da Comissão Nacional das Mulheres Jornalistas, referendada no 37º Congresso Nacional dos Jornalistas, realizado em Goiânia, em 2016. Entre suas atividades, a Comissão coordenará, juntamente com os Sindicatos da categoria, uma campanha nacional contra a desigualdade salarial entre homens e mulheres, de combate ao assédio moral e sexual e ao machismo nas redações e assessorias de imprensa.

A Comissão Nacional também organizará debates sobre a situação das mulheres jornalistas e ações de combate à opressão de gênero e buscará retomar a agenda de cursos de gênero e raça promovidos pela ONU Mulheres, além de articular com a Federação Internacional dos Jornalistas (FIJ) a troca de experiências, debates e estudos sobre gênero e raça no jornalismo.

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Most Popular

Recent Comments

Daniel A. Santos on Legislação dos jornalistas
Antônio Carlos Costa on As multidões e os protestos
FERNANDO MARGHETTI NUNES on Dez desejos para o jornalismo em 2016
leonelcamasao on Legislação dos jornalistas
Maria Tercilia Bastos on Nota de pesar
valmor on Convênios
Vilma Gomes Pinho on Convênios