InícioNOTÍCIASVamos dizer NÃO à privatização da Casan e da Celesc!

Vamos dizer NÃO à privatização da Casan e da Celesc!

Desde que o governo Colombo enviou à Assembléia Legislativa o PL 0236.8 e a PEC 007.5, que propõem mecanismos que facilitam a venda de quase metade da Celesc e da Casan, para serem votados em regime de urgência em plenário, diversos segmentos da sociedade catarinense têm se mobilizado contra a aprovação das medidas. Embora a maioria das ações das empresas continue em poder do estado (51%), o acesso ao sistema de saneamento de água e esgoto e à energia elétrica à população estará comprometido. Qualquer investimento no setor estará vulnerável apenas aos lucros de empresários.
Duas ações cautelares, uma assinada pelos Sindicatos dos trabalhadores da Casan e Celesc e outra assinada pelos deputados estaduais Volnei Morastoni, representando a bancada do PT, e Ângela Albino (PC do B), foram protocoladas no Tribunal de Justiça na semana passada. As ações pedem a retirada do regime de urgência que tramita na Alesc.
Em julho, o governo Colombo utilizou o mesmo método para sabotar a greve dos trabalhadores em educação que durou 62 dias. Após ser convencido, pelo movimento grevista, em adotar o piso nacional do magistério em SC, Colombo enviou ao Parlamento – onde tem a maioria – proposta de plano de carreira contrária aos interesses da categoria para serem votadas, também em regime de urgência.

SJSC é contra a privatização
Na quarta-feira, dia 31 de agosto, o presidente e o vice-presidente do Sindicato dos Jornalistas- SC (SJSC) Rubens Lunge e Josemar Sehnem, participaram de ato público contra a privatização da Casan em frente à sede matriz da empresa, na capital.
O SJSC tem participado de todas as ações, audiências e manifestações e é membro do Comitê em defesa do patrimônio público de Santa Catarina. (Ver artigo A Ordem em Santa Catarina é “choque!” , de Míriam Santini de Abreu. Foram anos de lutas para que os catarinenses tivessem esses direitos garantidos e o governo quer retirá-los de uma hora pra outra. É nosso dever defender esses direitos!

Abaixo assinado recolhe adesões pela manutenção das empresas públicas
Um abaixo assinado foi elaborado e deve obter o máximo de adesões até dia 15 de setembro, já que a data prevista de votação do PL e da PEC na Alesc é dia 20. Acesse aqui e assine o documento on line ou clique aqui para imprimir e coletar assinaturas.

Com informações do Sintaema-SC.
Legenda: Ato Público, dia 31de agosto, reuniu trabalhadores de diferentes regiões do estado e categorias em defesa da Casan e da Celesc públicas. Crédito: Josemar Sehnem

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -
Google search engine

Most Popular

Recent Comments

Daniel A. Santos on Legislação dos jornalistas
Antônio Carlos Costa on As multidões e os protestos
FERNANDO MARGHETTI NUNES on Dez desejos para o jornalismo em 2016
leonelcamasao on Legislação dos jornalistas
Maria Tercilia Bastos on Nota de pesar
valmor on Convênios
Vilma Gomes Pinho on Convênios