segunda-feira, dezembro 5, 2022
InícioNOTÍCIASRegimento e calendário da Confecom são aprovados

Regimento e calendário da Confecom são aprovados

O Ministério das Comunicações (Minicom) publicará no Diário Oficial da União de quinta-feira (3/9) o Regimento Interno da 1ª Conferência Nacional de Comunicação. No mesmo dia, encaminhará aos governadores orientações para convocação do processo nos Estados e Distrito Federal. O Regimento e novo calendário do processo foram aprovados em reunião da Comissão Organizadora Nacional realizada ontem (1º/9).

Após a saída de parte das entidades empresariais do processo e a superação do impasse quanto à proporcionalidade geral de delegações à Confecom, que ocorrerá em Brasília de 1º a 3 de dezembro, com a definição de 40% para movimentos sociais, 40% para empresários e 20% para representantes do Estado (governo e Congresso Nacional), o processo deliberativo avançou. “A reunião desta terça-feira foi tranquila, começou às 10 horas e terminou às 16 horas com as questões sendo decididas sem maiores problemas”, conta o diretor da FENAJ José Carlos Torves.

A subcomissão temática da Confecom definirá em reunião nesta quarta-feira quem serão os sete membros encarregados da elaboração do texto-base para os debates. As conferências preliminares (municipais e regionais), que não são deliberativas, deverão ocorrer até 15 de setembro. Já as deliberativas (conferências estaduais e a do Distrito Federal) devem ocorrer até 9 de novembro. Caso os governadores não convoquem as respectivas conferências num prazo de cinco dias após a comunicação, o Minicom o fará.

Alguns temas deixaram de ser contemplados no regimento, como a metodologia, o eixo temário e o documento base da conferência, que serão deliberados por meio de resolução da comissão organizadora. A partir de amanhã, uma comissão formada por representantes da Telebrasil e Abra (empresários), Intervozes e Abraço (movimentos sociais) e dos ministérios das Comunicações e Cultura e mais um da Câmara dos deputados (governo) irá propor os termos das resoluções.

A proporcionalidade da representação dos segmentos entre os delegados será mesmo de 40 (empresários), 40 (movimentos sociais) e 20 (governo). O número final de delegados, entretanto, ficou definido em 1539, que é o número de deputados federais multiplicados por três. A adoção desse número se deveu a sugestão do ministro Hélio Costa, que propôs usar a mesma regra de proporcionalidade da Câmara para distribuir os delegados por estados. Assim, mesmo os menores estados terão no mínimo 21 delegados e São Paulo, o maior, terá 181.

Os delegados serão de três categorias: os natos, que são os 66 integrantes da comissão organizadora; os indicados, que são os 154 que cabem ao governo federal; e os eleitos, em 1319. As eleições de delegados somente serão feitas nas conferências estaduais e cada segmento terá que ter o dobro de participantes do número de delegados que poderá eleger. O segmento que não completar esse número, levará o caso à comissão organizadora, que deliberará sobre o assunto.

As conferências estaduais terão que estar concluídas até o dia 8 de novembro e as etapas preparatórias devem acontecer até 20 dias antes da data do evento estadual. A convocação da conferência estadual cabe ao Poder Executivo dos estados até o dia 15 de setembro. Caso isso não seja feito, a convocação poderá ser feita até o dia 20 de setembro pelo legislativo local. Em último caso, a convocação ainda poderá ser feita pela comissão organizadora. Eventualmente, o ministro das Comunicações poderá indicar representantes dos três segmentos de estados que não tenham conseguido eleger delegados para a conferência.

O quórum qualificado para decidir as questões sensíveis, sobretudo as de repercussões econômicas, será de 60% dos presentes, desde que haja pelo menos um voto de cada segmento entre os computados.

A publicidade da conferência ficará a cargo da Secretaria de Comunicação Social da Presidência e será baseada no tema central “Comunicação: meios para construção de direitos e de cidadania na era digital”.

O consultor jurídico do Minicom, Marcelo Bechara, que preside a comissão organizadora da Confecom, assegurou que os recursos para a realização do evento já estão assegurados. Na próxima quarta-feira (9), nova reunião da comissão será realizada para avaliação dos trabalhos.

Fonte: FNDC.

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Most Popular

Recent Comments

Daniel A. Santos on Legislação dos jornalistas
Antônio Carlos Costa on As multidões e os protestos
FERNANDO MARGHETTI NUNES on Dez desejos para o jornalismo em 2016
leonelcamasao on Legislação dos jornalistas
Maria Tercilia Bastos on Nota de pesar
valmor on Convênios
Vilma Gomes Pinho on Convênios