0,00 BRL

Nenhum produto no carrinho.

Mediação discute o reajuste dos jornalistas em Santa Catarina

Representantes do Sindicato dos Jornalistas de Santa Catarina (SJSC) e do Sindicato das Empresas de Jornais e Revistas do Estado de Santa Catarina (Sindejor/SC) participaram de uma reunião neste dia 30/06, na sede do Ministério Público do Trabalho, em Florianópolis, mediada pelo Procurador Regional do Trabalho Alexandre Medeiros da Fontoura Freitas. Em pauta, a Negociação Coletiva de 2016.

Os representantes jurídicos do sindicato patronal alegaram a impossibilidade das empresas darem o reajuste pelo INPC de 9,83%, alegando a crise financeira. Já o Sindicato dos Jornalistas manifestou indignação com a falta de sinalização de um mínimo de percentual para o aumento da categoria, citando como exemplo outros estados onde já houve acordo. O SJSC cobrou a ausência do Sindicato das Emissoras de Rádio e Televisão (Sert/SC) na mesa de negociação, setor que emprega 43% dos jornalistas que trabalham em redações no estado de SC.

Após avaliar as considerações, o Procurador Alexandre propôs um reajuste com a aplicação de, no mínimo, 70% do valor INPC e a diferença convertida em abono, como proposta inicial para as negociações a serem apresentada aos profissionais e empresários da área.

A próxima audiência ficou marcada para início de agosto, quando as partes trarão uma proposta, em cima da que foi sugerida pelo MPT, já previamente formulada para um possível acordo. O Sindejor se comprometeu em não medir esforços para trazer também para o debate o sindicato patronal de rádio e televisão.

Os jornalistas de Santa Catarina reivindicam a reposição da inflação, mais um aumento real de 5%.

Matérias semelhantes

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais lidas

%d blogueiros gostam disto: