Inicial / DIREITO TRABALHISTA / Assembleia do Rio de Janeiro aprova salário mínimo para jornalistas

Assembleia do Rio de Janeiro aprova salário mínimo para jornalistas

11147103_476336509181842_2006263966183576827_oOs jornalistas do Estado do Rio de Janeiro agora têm um piso salarial fixado em lei. Aprovado em março deste ano pela Assembleia Legislativa (Alerj), a medida havia sido vetada pelo governador Luiz Fernando Pezão (PMDB). Na última quarta, dia 7, os deputados cariocas derrubaram o veto por 42 votos a três.

Agora, assim que a lei for publicada no Diário Oficial, o salário mínimo para o exercício do jornalismo no Rio de Janeiro será de R$ 2.432,72. O valor representa um aumento de 76% em relação ao maior piso vigente no Estado, considerado um dos mais baixos do país. Além disso, os profissionais da capital carioca estavam sem piso salarial definido em convenção coletiva há mais de 20 anos, segundo o sindicato local.

Com a medida, o Rio de Janeiro passará a ter um dos maiores pisos salariais para jornalistas do país, atrás de Alagoas, Paraná e parte de São Paulo. Ao portal Comunique-se, o autor da proposta, deputado Flávio Serafini (PSOL), afirmou: “É um avanço que fará com que o profissional da imprensa, fundamental para a democracia, seja valorizado em nosso estado”.

O veto do governador Pezão foi influenciado por donos de órgãos de mídia do interior do Rio, que alegaram a possibilidade de uma ‘onda de demissões’. Porém, o sindicato local acredita que a medida favorece as negociações para a próxima campanha salarial.

Piso Nacional

Em 2012, o deputado André Moura (PSC-SP) apresentou proposta na Câmara dos Deputados estabelecendo um piso nacional para jornalistas de R$ 3.270. O projeto segue tramitando na Câmara, sem data prevista para ser analisado.

Tente também

Sindicato consulta redações de Florianópolis sobre proposta patronal

Após obter resposta do Sindicato das Empresas de Jornais e Revistas sobre a negociação coletiva, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: