InícioNOTÍCIASSJSC vai à Justiça contra edital de concurso da Câmara Municipal de...

SJSC vai à Justiça contra edital de concurso da Câmara Municipal de Blumenau

concurso-publico

Baseada em parecer de sua Procuradoria Geral, a Câmara Municipal de Blumenau rejeitou a solicitação de retificação do edital de concurso público para preenchimento de vagas para jornalista. O SJSC prepara ação para anular o concurso.

Na solicitação de retificação do edital, o SJSC alertou que os cargos destacados no concurso como “Auxiliar Legislativo – Cinegrafista” e “Auxiliar Legislativo – Fotógrafo” deveriam ser descritos como “Jornalista – Repórter cinematográfico” e “Jornalista – Repórter Fotográfico” e que é preciso o registro profissional no Ministério do Trabalho e Emprego para a investidura nos cargos atribuídos a jornalista. Destacou, também, que havia problemas na descrição das funções, que o salário anunciado no edital ( R$ 1.519,11) estava abaixo do piso salarial da categoria ( R$ 1.600,00)  e que a carga horária de trabalho do jornalista prevista na CLT é de 5 horas diárias.

Em oficio encaminhado ao SJSC, a presidente da Comissão Especial de Concurso Público da CMB, Dulcinéia de Souza Roepke, comunicou o indeferimento do pedido. A negativa sustentou-se em parecer da Procuradoria Geral da Casa que interpretou que o Supremo Tribunal Federal, no julgamento do Recurso Extraordinário 5111961, em 2009, “decidiu ser inconstitucional tanto a exigência do diploma de Jornalismo quanto o registro profissional no Ministério do Trabalho”.

Segundo o diretor do SJSC, Aderbal Filho, o parecer revela o equívoco da Procuradoria da CMB quanto ao conteúdo da decisão do STF. “O  que foi derrubado – e estamos brigando para reverter no Congresso Nacional – foi o inciso V, que previa a exigência do diploma para o exercício de algumas funções de nossa profissão.  O restante do artigo 4º  do Decreto-Lei 972/69 permanece vigente”, afirma.

“É lamentável que uma casa legislativa do porte da Câmara Municipal de Blumenau se disponha a fazer um concurso que desrespeita a jornada de trabalho dos jornalistas, se proponha a pagar salário inferior ao piso e valorize a desqualificação profissional, entre outros problemas”, completa.

O SJSC já recebeu reclamações de nove profissionais relativas ao concurso da Câmara Municipal de Blumenau. Aderbal informa que o Sindicato prosseguirá privilegiando o diálogo com a direção da Câmara, mas recorrerá à Justiça para garantir os direitos da categoria. “Esperamos que o bom senso prevaleça”, diz, informando que já existem sentenças judiciais sustentando que nada impede o poder público de estabelecer as qualificações que considerar necessárias para a investidura em cargos.

A assessoria jurídica do SJSC prepara uma Ação de Nulidade de Ato Jurídico, a fim de impugnar o concurso público, devido às irregularidades existentes no edital.

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Most Popular

Recent Comments

Daniel A. Santos on Legislação dos jornalistas
Antônio Carlos Costa on As multidões e os protestos
FERNANDO MARGHETTI NUNES on Dez desejos para o jornalismo em 2016
leonelcamasao on Legislação dos jornalistas
Maria Tercilia Bastos on Nota de pesar
valmor on Convênios
Vilma Gomes Pinho on Convênios