quinta-feira, dezembro 1, 2022
Google search engine
InícioAÇÃO SINDICALManifestação demonstra o poder de mobilização dos movimentos sindicais

Manifestação demonstra o poder de mobilização dos movimentos sindicais

No dia 24 de maio, o Eixo Monumental de Brasília foi ocupado por 200 mil manifestantes que protestaram contra as reformas Trabalhista e da Previdência exigindo a retirada imediata das propostas que tramitam no Congresso e defendendo eleições diretas. A unidade das centrais sindicais foi fundamental para o sucesso da manifestação. Dirigentes da Federação Nacional dos Jornalistas – FENAJ e de Sindicatos de Jornalistas representaram a categoria na marcha dos trabalhadores e trabalhadoras.

Pela FENAJ, estiveram presentes a secretária-geral Beth Costa, o diretor José Carlos Torves e a diretora do Departamento de Mobilização Sindical, Déborah Lima, que discursou para os manifestantes. Representando o Sindicato do Rio Grande do Sul, participaram do Ocupa Brasília os dirigentes Jorge Correia e Vera Daisy, que é também presidenta da Comissão Nacional de Ética da FENAJ. Pelo Ceará, compareceram os dirigentes Rafael Mesquita. Do Tocantins, estava presente a conselheira fiscal do Sindjor/TO, Cláudia Santos. Também estiveram representantes do Sindicato de Jornalistas Profissionais do Estado de São Paulo.

Déborah enfatizou que as reformas em curso tiram direitos dos trabalhadores e trabalhadoras e que é preciso resistir e lutar para que elas não sejam aprovadas. Ela repudiou a postura de parte da mídia brasileira de legitimar o desmonte da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) ao apresentar as reformas como necessárias e modernizantes.

Beth Costa considerou que a manifestação mostra claramente o poder de mobilização do movimento sindical, do qual a FENAJ faz parte. E demonstra que o movimento está disposto a resistir às investidas do governo golpista na retirada de direitos históricos dos trabalhadores. “Essa é mais uma etapa do processo de construção de uma greve geral, ainda mais forte que a do dia 28”, disse.

Os representantes do movimento sindical dos jornalistas ficaram chocados com a violência empregada para conter a manifestação. A FENAJ emitiu nota repudiando as agressões cometidas inclusive contra os profissionais de imprensa.

Com informações da CUT

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Most Popular

Recent Comments

Daniel A. Santos on Legislação dos jornalistas
Antônio Carlos Costa on As multidões e os protestos
FERNANDO MARGHETTI NUNES on Dez desejos para o jornalismo em 2016
leonelcamasao on Legislação dos jornalistas
Maria Tercilia Bastos on Nota de pesar
valmor on Convênios
Vilma Gomes Pinho on Convênios