InícioNOTÍCIASCatarinenses conquistam prêmios nacionais de jornalismo

Catarinenses conquistam prêmios nacionais de jornalismo

24/11/2010 –
Prêmio Vladimir Herzog – Com o nome Tortura em Domicílio, a sequência de fotografias de Guto Kuerten foi a vencedora da 32ª edição do Prêmio Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos.

Guto captou cenas em que policiais militares agrediam morador da periferia da capital com golpes de pau e cassetete, sem que o agredido desarmado reagisse. A cena de violência durou dez minutos e foi registrada em 141 fotos, 15 delas publicadas em reportagem especial, na edição de 7 de março do Diário Catarinense. Após a agressão, os militares fardados foram embora em um carro da Polícia Militar.

O Prêmio Vladimir Herzog, concedido pelo Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de São Paulo, é referência nacional e internacional no setor. Este ano, 33 jornalistas receberam prêmio e menções honrosas entre 300 trabalhos inscritos em 11 categorias de fotografia, rádio, jornal, livro, internet, arte, TV reportagem, TV documentário, imagem, revista e especial. A solenidade de premiação aconteceu no Teatro da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

Prêmio Esso – Dentre 38 finalistas, sete catarinenses venceram a 55ª edição do Prêmio Esso de Jornalismo. A primeira página Ainda Somos o Único Penta produzida por Bárbara Carvalho, Fabrício Cardoso, Edgar Gonçalves Jr, Denis Pacher, José Werneck e Patrick Rodrigues do Jornal de Santa Catarina, grupo RBS, ganhou o primeiro lugar na categoria. A capa foi publicada na edição de 3 e 4 de julho deste ano, após a seleção do Brasil ser eliminada nas semifinais da Copa do Mundo e rendeu R$ 5 mil à equipe.

Na categoria Regional Sul A jornalista Simone Kafruni foi vencedora com a série de reportagens O Campo Envelhece, publicada no Diário Catarinense, também do grupo RBS, nos dias 14,15 e 16 de março. A série questionou o modelo de agricultura familiar catarinense ameaçado pelo êxodo dos jovens para as cidades.

A solenidade da premiação ocorreu dia 18 de novembro, no Hotel Copacabana, no Rio de Janeiro.

A edição do Prêmio Esso deste ano recebeu número recorde de trabalhos inscritos: 1215 divididos em 11 categorias de mídia impressa e uma modalidade de telejornalismo. Foram 522 reportagens, série de reportagens e artigos; 168 trabalhos fotográficos; 177 criações gráficas em jornal; 91 de criação gráfica em revista; 168 primeiras páginas; 87 trabalhos em telejornalismo e duas inscrições ao Prêmio de Melhor Contribuição à Imprensa. Esta edição distribuiu, no total, R$ 100 mil para os vencedores.

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -
Google search engine

Most Popular

Recent Comments

Daniel A. Santos on Legislação dos jornalistas
Antônio Carlos Costa on As multidões e os protestos
FERNANDO MARGHETTI NUNES on Dez desejos para o jornalismo em 2016
leonelcamasao on Legislação dos jornalistas
Maria Tercilia Bastos on Nota de pesar
valmor on Convênios
Vilma Gomes Pinho on Convênios