InícioDEMOCRATIZAÇÃO DA MÍDIAPresidente ilegítimo da EBC coordenou campanha de Aécio

Presidente ilegítimo da EBC coordenou campanha de Aécio

A ingerência política na Empresa Brasil de Comunicação (EBC) tornou-se evidente. No lugar de Ricardo Melo, eleito para mandato de quatro anos e destituído pelo novo governo, o presidente interino, Michel Temer, nomeou no último dia 20 o ex-coordenador de campanha de Aécio Neves a presidência, o jornalista Laerte Rimoli. Rimoli foi o assessor de imprensa do Ministério da Comunicação durante o governo de Fernando Henrique Cardoso. Em dezembro de 2015, aceitou o convite de Eduardo Cunha (PMDB) e assumiu o cargo de diretor de comunicação da Câmara dos Deputados. Além disso, o novo comandante da EBC coleciona publicações contra Dilma e Lula em redes sociais, como “Dilma não tem vergonha de ser ridícula” e “Xô PT. Xô Dilma. Xô Lula”. Ela apagou a conta no Twitter após ser indicado para comandar a empresa estatal.

Melo fez carreira na iniciativa privada, em empresas como Bandeirantes, Globo, SBT e Folha de S.Paulo. Em nota, a nova gestão da EBC diz que “assume com o compromisso de exercer uma administração essencialmente jornalística para bem informar o cidadão”. O Diário Oficial que anunciou o novo presidente da empresa também trouxe a nomeação da jornalista Christiane Samarco para a diretoria-geral. Luiz Antônio Ferreira, atual assessor da diretoria de serviços, assume a pasta de administração e finanças.

O jornalista Ricardo Melo foi eleito para a presidência da EBC pelo Conselho Curador da Empresa, que é pública. Desde que assumiu, Temer vem desrespeitando a lei e nomeou, ilegalmente, um aliado político para o comando da empresa. Melo tinha mandato até 2020 como presidente da EBC.

Com informações do Portal Imprensa

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -
Google search engine

Most Popular

Recent Comments

Daniel A. Santos on Legislação dos jornalistas
Antônio Carlos Costa on As multidões e os protestos
FERNANDO MARGHETTI NUNES on Dez desejos para o jornalismo em 2016
leonelcamasao on Legislação dos jornalistas
Maria Tercilia Bastos on Nota de pesar
valmor on Convênios
Vilma Gomes Pinho on Convênios