segunda-feira, dezembro 5, 2022
InícioNOTÍCIASConferência Intermunicipal de Comunicação da Regional Criciúma ocorre hoje e amanhã

Conferência Intermunicipal de Comunicação da Regional Criciúma ocorre hoje e amanhã

Unesc sedia os debates

A Conferência Intermunicipal de Comunicação vai acontecer hoje e amanhã (19 e 20/10) no auditório Ruy Hülse, campus da Unesc, em Criciúma. O tema é “Comunicação: meios para a construção de direitos e de cidadania na era digital”. O foco central dos debates é a democratização da comunicação no Brasil, historicamente concentrada em oligopólios privados, grupos políticos e grupos religiosos. A conferência é aberta a todos os interessados da comunidade, movimentos sindicais e sociais, empresários e governos.

Os dirigentes Rubens Lunge e Sandro de Mattia representam o SJSC nos debates. Lunge será um dos palestrantes e falará sobre o papel da população/comunicação tendo como base os preceitos constitucionais. O professor Carlos Locatelli (UFSC) também fará palestra.

Eixos temáticos

Os participantes da Conferência Intermunicipal vão debater os problemas da comunicação a nível local, estadual e nacional e depois, vão se organizar em três eixos temáticos: Produção de Conteúdo, Meios de Distribuição e Cidadania: Direitos e Deveres. Após as discussões setoriais, eles vão elaborar as propostas a serem posteriormente encaminhadas às conferências estadual e nacional.

Desafios

A Comissão Regional Sul Pró-Conferência Nacional de Comunicação, entende que “a comunicação é um direito humano fundamental, inerente ao direito à vida”. A partir deste pressuposto, “é um direito que não pertence a uma ou outra pessoa, mas é de todos, e por isso precisa do envolvimento de todos”. Qual é o espaço que a sociedade tem nos meios de comunicação para expressar seu pensamento?, questionam.

“Se os meios de comunicação se beneficiam de concessões públicas, há que se ter o controle social desses meios para que se fale em liberdade de expressão para todos, e não para um pequeno grupo”. A questão então, não é cercear a liberdade de quem quer que seja, mas garantir que o Estado e a Sociedade recuperem seu papel na construção das políticas de comunicação.
(com informações de J.Triches).

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Most Popular

Recent Comments

Daniel A. Santos on Legislação dos jornalistas
Antônio Carlos Costa on As multidões e os protestos
FERNANDO MARGHETTI NUNES on Dez desejos para o jornalismo em 2016
leonelcamasao on Legislação dos jornalistas
Maria Tercilia Bastos on Nota de pesar
valmor on Convênios
Vilma Gomes Pinho on Convênios