terça-feira, dezembro 6, 2022
InícioNOTÍCIASO Jornalismo catarinense perde Carlos Damião

O Jornalismo catarinense perde Carlos Damião

O Sindicado dos Jornalistas de Santa Catarina (SJSC) e a Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ) lamentam profundamente a morte do jornalista e poeta Carlos Damião, ocorrida na madrugada de sexta-feira (18), aos 67 anos.

Jornalista de longa carreira, exerceu várias funções em diferentes veículos como jornal O Estado, A Notícia, a Rádio Guarujá e as emissoras de televisão Record, SCC e RIC TV (hoje ND TV), além de também atuar na área de comunicação do governo do Estado catarinense na década de 90. Premiado em concursos de poesias, prosas e crônicas, também é autor de livros como O Dia Começa Por Baixo da Saia (1977), Poemas Etc (1978), Força de Expressão (1984), A Palavra Imediata (1987), “Dons” (1994), Alquimia da Paixão (1995) e Meyer Filho: Vida e Obra (1996).

O professor do Departamento de Jornalismo da UFSC, Rogério Christofoletti publicou em suas redes sociais que “(…) tinha uma memória prodigiosa, pulsante, admirável. Colecionava amigos e sua franqueza levava a fazer alguns rangerem os dentes. Era um defensor intransigente da democracia, do pensamento plural, da ciência, do conhecimento e da @UFSC (…)”.

Damião era colunista ativo nas plataformas digitais e combativo nas suas redes sociais, atento ao que acontecia na cidade, incluindo os debates políticos e sociais, foi apoiador atuante na luta pela democratização do Sindicato dos Jornalistas de Santa Catarina.

O jornalista Alexandre Gonçalves enfatizou a perda para o jornalismo e a sociedade catarinense: “A perda de Carlos Damião abre uma lacuna por ele ter sido uma das grandes referências do jornalismo de Florianópolis e pelo importante papel de manter vivos elementos da história e da memória da nossa cidade”.

O jornalista Carlos Damião deixa os filhos João, Ana Júlia e Carolina. O velório e a cerimônia de despedida ocorrem no Crematório Catarinense, a partir das 14h, na BR101, km 217, em Palhoça. O SJSC e a FENAJ se irmanam ao luto da família e dos amigos, com a certeza de que o exemplo e a força deste grande colega e amigo ficará na memória de todos e todas, servindo de inspiração para a prática do bom jornalismo.

Florianópolis, 18 de novembro de 2022. Diretorias do SJSC e da FENAJ

O Jornalismo catarinense perde Carlos Damião

O Sindicado dos Jornalistas de Santa Catarina (SJSC) e a Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ) lamentam profundamente a morte do jornalista e poeta Carlos Damião, ocorrida na madrugada de sexta-feira (18), aos 67 anos.

Jornalista de longa carreira, exerceu várias funções em diferentes veículos como jornal O Estado, A Notícia, a Rádio Guarujá e as emissoras de televisão Record, SCC e RIC TV (hoje ND TV), além de também atuar na área de comunicação do governo do Estado catarinense na década de 90. Premiado em concursos de poesias, prosas e crônicas, também é autor de livros como O Dia Começa Por Baixo da Saia (1977), Poemas Etc (1978), Força de Expressão (1984), A Palavra Imediata (1987), “Dons” (1994), Alquimia da Paixão (1995) e Meyer Filho: Vida e Obra (1996).

O professor do Departamento de Jornalismo da UFSC, Rogério Christofoletti publicou em suas redes sociais que “(…) tinha uma memória prodigiosa, pulsante, admirável. Colecionava amigos e sua franqueza levava a fazer alguns rangerem os dentes. Era um defensor intransigente da democracia, do pensamento plural, da ciência, do conhecimento e da @UFSC (…)”.

Damião era colunista ativo nas plataformas digitais e combativo nas suas redes sociais, atento ao que acontecia na cidade, incluindo os debates políticos e sociais, foi apoiador atuante na luta pela democratização do Sindicato dos Jornalistas de Santa Catarina.

O jornalista Alexandre Gonçalves enfatizou a perda para o jornalismo e a sociedade catarinense: “A perda de Carlos Damião abre uma lacuna por ele ter sido uma das grandes referências do jornalismo de Florianópolis e pelo importante papel de manter vivos elementos da história e da memória da nossa cidade”.

O jornalista Carlos Damião deixa os filhos João, Ana Júlia e Carolina. O velório e a cerimônia de despedida ocorrem no Crematório Catarinense, a partir das 14h, na BR101, km 217, em Palhoça. O SJSC e a FENAJ se irmanam ao luto da família e dos amigos, com a certeza de que o exemplo e a força deste grande colega e amigo ficará na memória de todos e todas, servindo de inspiração para a prática do bom jornalismo.

Florianópolis, 18 de novembro de 2022.

Diretorias do SJSC e da FENAJ

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Most Popular

Recent Comments

Daniel A. Santos on Legislação dos jornalistas
Antônio Carlos Costa on As multidões e os protestos
FERNANDO MARGHETTI NUNES on Dez desejos para o jornalismo em 2016
leonelcamasao on Legislação dos jornalistas
Maria Tercilia Bastos on Nota de pesar
valmor on Convênios
Vilma Gomes Pinho on Convênios