InícioNOTÍCIASJornal de Santa Catarina, do Grupo RBS, impede acesso de dirigente sindical...

Jornal de Santa Catarina, do Grupo RBS, impede acesso de dirigente sindical à redação

BARRADO NO SANTAO diretor do SJSC (Sindicato dos Jornalistas de Santa Catarina), Aderbal Filho, teve o acesso à redação do Jornal de Santa Catarina, em Blumenau, impedido nesta sexta-feira (15/08). A ordem partiu da direção do Grupo RBS, em Porto Alegre.

Aderbal (à esquerda, na foto) cumpria agenda de visitas a veículos de comunicação no Vale do Itajaí para divulgar a campanha salarial da categoria e as eleições do SJSC, que acontecem nos dias 21 e 22 de agosto. Apresentou-se na recepção do “Santa” e, em seguida, foi recebido pelo editor-executivo, Fábio da Câmara, que, após conhecer o objetivo da visita, consultou o editor-chefe do jornal, Evandro de Assis.

Ao retornar à Recepção, Fábio informou que por determinação do diretor de relações sindicais do Grupo RBS, Ary dos Santos, o representante legal – e legítimo – da catenão poderia ir até a redação. “Não vou tratar do processo de demissões em massa, este assunto vai ser tratado em outra esfera, a do Judiciário, quero apenas falar da campanha salarial e da eleição no Sindicato”, argumentou o diretor do SJSC, em vão.

Constrangido, o editor executivo lamentou, mas sustentou que tinha que cumprir a ordem. Comprometeu-se, contudo, a pegar o material impresso do Sindicato e distribuí-lo aos colegas do Jornal de Santa Catarina.

Reincidência

Esta é a quarta vez, em curto espaço de tempo, que diretores do SJSC são impedidos de se encontrar com os jornalistas de veículos do Grupo RBS. Nos dias 9 e 29 de julho, respectivamente, os diretores do Sindicato Valci Zuculoto e Aderbal Filho tiveram o acesso à redação do jornal A Notícia, de Joinville, impedido pelo  editor-chefe do veículo, Domingos Aquino. Já no dia 7 de agosto, o presidente da FENAJ, Celso Schröder, o presidente do Sindicato, Valmor Fritsche (vice-presidente Sul da FENAJ), e os diretores Valci Zuculoto e Aderbal Filho foram barrados no Diário Catarinense. Agora, o mesmo fato se repete. Desta vez, no Jornal de Santa Catarina.

“Além de irregular e antissindical, está prática é pouco inteligente, pois quanto mais nos barra, mais a RBS se queima”, considera Aderbal Filho. “Em todas as eleições sindicais dos jornalistas, urnas volantes circulam nas redações”, lembra, indagando: “Será que teremos que recorrer à polícia para que os jornalistas do A Notícia, do Santa, do Diário Catarinense e de outros veículos da RBS possam exercer seu direito de votar na eleição do seu Sindicato?”.

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Most Popular

Recent Comments

Daniel A. Santos on Legislação dos jornalistas
Antônio Carlos Costa on As multidões e os protestos
FERNANDO MARGHETTI NUNES on Dez desejos para o jornalismo em 2016
leonelcamasao on Legislação dos jornalistas
Maria Tercilia Bastos on Nota de pesar
valmor on Convênios
Vilma Gomes Pinho on Convênios