InícioNOTÍCIASComissão da Verdade dos Jornalistas prorroga prazo para coleta de informações nos...

Comissão da Verdade dos Jornalistas prorroga prazo para coleta de informações nos estados

Em reunião realizada em São Paulo, no dia 11 de março, a Comissão Nacional da Verdade dos Jornalistas fez um balanço dos trabalhos realizados até o momento e redefiniu o prazo para conclusão de seus levantamentos. Além de produzir novas orientações para as comissões estaduais e locais, a Comissão prepara ações para viabilizar os protocolos de cooperação recentemente assinados com a Comissão Nacional da Verdade e com a Comissão de Anistia do Ministério da Justiça.

Presentes na reunião, os membros da Comissão Nacional da Verdade dos Jornalistas Audálio Dantas, Rose Nogueira, Nilmário Miranda e Sérgio Murillo de Andrade consideram positivos os trabalhos desenvolvidos desde sua posse, em janeiro. Principalmente em função de que 20 Sindicatos de Jornalistas já constituíram suas Comissões da Verdade (Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Grande Dourados, Estado do Rio de Janeiro, Goiás, Norte do Paraná, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Piauí, Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Tocantins), de diversas contribuições já recebidas neste período e da assinatura de Protocolos de Cooperação com a Comissão Nacional da Verdade e com a Comissão de Anistia do Ministério da Justiça.

Além das orientações já distribuídas pela FENAJ aos Sindicatos de Jornalistas, a Comissão Nacional da Verdade dos Jornalistas acrescentou outras. Entre elas, que as Comissões locais procurem dados já sistematizados em estados que têm leis de reparação no âmbito estadual (BA, CE, ES, RJ, GO, MG, SC, RS e SP), que procurem relatar, também, casos de jornais, revistas e outros veículos de comunicação fechados no período 64/85 e que a coleta de depoimentos/entrevistas deve ser feita com pelos menos dois integrantes de cada comissão local.

Na agenda da Comissão para o próximo período constam a indicação, até o dia 28 de março, de 3 representantes para o Grupo de Integração do Protocolo de Cooperação com a Comissão de Anistia do Ministério da Justiça, nova reunião para o dia 15 de abril, no Rio de Janeiro e a remarcação do prazo para conclusão e remessas dos relatórios locais à sede da FENAJ para o dia 1o de agosto.

Reparação e anistia
Depois de aguardar por mais de 37 anos, a família Herzog recebeu da Comissão Nacional da Verdade, nesta sexta-feira (15/3), o Atestado de Óbito de Vladimir Herzog retificado, indicando as verdadeiras causas de sua morte – tortura e violência. A entrega do documento foi na 68ª Caravana da Anistia do Ministério da Justiça, no Instituto de Geociências da Universidade de São Paulo (USP), junto com a homenagem a Alexandre Vannuchi, estudante de Geologia morto no dia 17 de março de 1973, no DOI-CODI de São Paulo. A cerimônia marcou formalmente a anistia como preso político e o pedido de desculpas pelo Estado brasileiro à família de Alexandre Vannuchi.

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Most Popular

Recent Comments

Daniel A. Santos on Legislação dos jornalistas
Antônio Carlos Costa on As multidões e os protestos
FERNANDO MARGHETTI NUNES on Dez desejos para o jornalismo em 2016
leonelcamasao on Legislação dos jornalistas
Maria Tercilia Bastos on Nota de pesar
valmor on Convênios
Vilma Gomes Pinho on Convênios