InícioNOTÍCIASDebate na ALESC reforça necessidade de aprovação da PEC do diploma na...

Debate na ALESC reforça necessidade de aprovação da PEC do diploma na Câmara

A necessidade de restabelecer a exigência do diploma de jornalismo como requisito para o exercício da profissão foi o centro do debate “Jornalismo e a qualificação do exercício da profissão”, promovido pelo SJSC nesta sexta-feira (10), na ALESC. A atividade reuniu jornalistas, professores, sindicalistas e estudantes.

Os debates foram direcionados para a sensibilização de lideranças na Câmara dos Deputados pela aprovação da PEC 206/2012 – já aprovada em segundo turno no Senado por 60 votos a 4.

A mesa de discussão foi composta pelo presidente da FENAJ, Celso Schröder, o presidente do SJSC, Valmor Fritsche, o chefe do Departamento de Jornalismo e o coordenador de Pós-Graduação em Jornalismo da UFSC, Carlos Locatelli e Rogério Christofoletti, respectivamente, e os diretores da FENAJ e do SJSC, Valci Zuculoto e Sérgio Murillo de Andrade.

O deputado Décio Lima (PT/SC), presidente da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, justificou sua ausência. Embora sua participação estivesse confirmada, foi convocado para compor a comitiva que acompanhou o ministro dos Transportes, Cesar Borges, em agenda oficial no estado de Santa Catarina. “O deputado lamentou não poder comparecer ao debate, porém se colocou à disposição dos jornalistas para um futuro encontro, salientando que está acompanhando a causa”.

Carlos Locatelli observou que a necessidade da regulamentação da profissão de Jornalista é ainda de difícil compreensão da sociedade. “O papel das Universidades é encontrar meios para revitalizar a discussão, buscando retomar o vigor que tínhamos no passado”.

Já Rogério Christofoletti destacou o papel do Jornalismo para a democracia do país. “A imprensa tem a tarefa de reforçar o processo democrático. O nosso debate atual é muito rico, pois jornalistas formados exercem melhor a função de transmitir informações, acontecimentos, geradores de cidadania para a sociedade”, disse.

“Não estamos tratando somente da profissão, mas também defendendo o direito da sociedade de receber informação de qualidade para viabilizar a democracia”, observou Valci Zuculoto.

Sérgio Murillo de Andrade criticou o silêncio da imprensa quanto a esta atividade: “Este evento de hoje traz um debate sobre um direito elementar para a sociedade e foi simplesmente ignorado pela mídia, que decidiu não pautar o tema. Os cidadãos nos apoiam e a maioria se surpreende exclamando que não há o que se dizer contra a defesa da regulamentação”.

“Os jornalistas brasileiros são obrigados, perante a sociedade, a cumprir o seu papel e exercer pressão sobre os nossos deputados para a aprovação, ainda este ano, da matéria na Câmara dos Deputados. Temos que contar com a opinião pública”, disse Celso Schröder, convocando os jornalistas do país a participarem do movimento para pressionar as lideranças da Câmara dos Deputados a encaminharem a votação da PEC do Diploma.

Finalizando o debate, Valmor Fritsche afirmou que a discussão e a pressão continuarão até a aprovação da matéria. “Não é concebível um jornalista sem diploma. O mediador da sociedade precisa ser um profissional preparado para lidar com a informação e a verdade. Esperamos que a PEC do diploma seja aprovada ainda este ano”, concluiu.

Um dos presentes no debate, o jornalista Fellipe Rocha Sampaio, manifestou a sua defesa pela regulamentação da profissão. “O diploma, para qualquer formação, é fundamental. É o mesmo que uma empreiteira contratar um engenheiro sem diploma para construir um prédio. Todas as profissões precisam de embasamento técnico e teórico para atuar. Essa questão não cabe discussão. É um direito dos profissionais e da sociedade. Ficamos na expectativa dessa aprovação”, disse.

Kalyne Carvalho
Jornalista Profissional – 0004107SC
Assessora de Imprensa – Sindicato dos Jornalistas de Santa Catarina
(48) 3228-2500

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Most Popular

Recent Comments

Daniel A. Santos on Legislação dos jornalistas
Antônio Carlos Costa on As multidões e os protestos
FERNANDO MARGHETTI NUNES on Dez desejos para o jornalismo em 2016
leonelcamasao on Legislação dos jornalistas
Maria Tercilia Bastos on Nota de pesar
valmor on Convênios
Vilma Gomes Pinho on Convênios