0,00 BRL

Nenhum produto no carrinho.

Empresas de rádio e TV fogem da negociação

Os representantes do sindicato das empresas de radiodifusão de Santa Catarina interromperam a negociação que realizavam com o Sindicato dos Jornalistas nos últimos meses.
Os jornalistas buscavam o acordo coletivo, com estabelecimento do piso salarial pela jornada de 5 horas, além de cláusulas sociais.
Infelizmente, num comunicado lacônico, a assessoria do Sindicato Patronal disse estar abandonando a mesa de conversação, e afirmou que as propostas sequer seriam encaminhadas para a assembléia dos concessionários de rádio e TV.
O Sindicato dos Jornalistas já está tomando as medidas cabíveis para defender os direitos dos jornalistas que atuam nas funções da categoria nas emissoras do Estado.
“A retirada das empresas da negociação é um desrespeito à Constituição Brasileira”, disse o presidente do Sindicato dos Jornalistas. Para Rubens Lunge, a convenção coletiva é um direito dos trabalhadores e as negociações devem ser retomada imediatamente. O Sindicato realizará mobilizações para denunciar o descaso dos empresários e protestar contra.
Atualmente, do segmento de rádio e TV, somente as empresas do grupo RBS assinam acordo coletivo com o SJSC, e a Rede Independente de Comunicação segue a convenção coletiva assinada com o sindicato de jornais e revistas.

Matérias semelhantes

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais lidas

%d blogueiros gostam disto: