InícioNOTÍCIASDemocratização da Comunicação é a pauta do “Jornalismo em Debate”

Democratização da Comunicação é a pauta do “Jornalismo em Debate”

A edição de outubro do programa “Jornalismo em Debate” discute democratização das comunicações no Brasil. O programa vai ao ar, ao vivo, nesta segunda-feira, 14/10, a partir das 16h, pela Rádio Ponto UFSC – www.radio.ufsc.br ou pela frequência 106.1 FM. O “Jornalismo em debate” também é retransmitido pela Rádio Joinville Cultural FM. Após a apresentação, o programa fica disponível em nosso site para acesso a qualquer momento.

Pensando no 25º aniversário da promulgação da Constituição Federal de 1988, especialmente no capítulo que trata da Comunicação e das ações do Fórum Nacional pela Democratização das Comunicações (FNDC), o “Jornalismo em Debate” coloca em discussão o estágio em que se encontram as Políticas de Comunicação, particularmente aquelas relativas à radiodifusão no Brasil. Também vamos abordar as novas tecnologias e ferramentas de comunicação – redes sociais e internet – como instrumentos (ou não) da democratização. Será que elas permitem um processo alternativo? Ou reproduzem a “voz” do senso comum, uma visão distorcida da opinião pública?

Para discutir esta e outras questões relativas ao tema, estarão no estúdio da Rádio Ponto o professor e pesquisador do Departamento de Jornalismo da UFSC, Carlos Augusto Locatelli, o diretor do Sindicato dos Jornalistas de Santa Catarina, Aderbal da Rosa Filho e o jornalista e coordenador da Rede de Notícias da Associação Catarinense de Emissoras de Radio e Televisão (ACAERT) Marco Aurélio Gomes. Por telefone participarão do debate o jornalista e Presidente da Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ) Celso Schröder e o coordenador do projeto “Os Donos da Mídia” James Görgen.

O programa

Em 2013, o “Jornalismo em Debate” passou a ser transmitido mensalmente, produzido por estudantes do Curso de Jornalismo da UFSC. Com orientação do professor Áureo Mafra, o programa integra a disciplina Cátedra FENAJ/UFSC de Jornalismo para a Cidadania, uma parceria entre o Curso de Jornalismo da Universidade e a Federação Nacional dos Jornalistas – FENAJ, com o apoio do Sindicato dos Jornalistas de Santa Catarina – SJSC.

Desde a estreia, em abril de 2011, foram discutidos temas como corrupção no futebol, crise econômica mundial, coberturas sobre educação, de tragédias como a do Realengo, de questões do gênero feminino, da homofobia, da função das redes sociais, a cobertura esportiva como jornalismo ou entretenimento, entre outros assuntos que estão na pauta diária da imprensa.

Mais sobre os debatedores já confirmados desta edição:

Carlos Augusto LocatelliProfessor adjunto e Chefe do Departamento de Jornalismo da Universidade Federal de Santa Catarina desde 1993. É coordenador do Núcleo de Projetos Editoriais (NPE), onde desenvolve projetos nas áreas de jornalismo e comunicação organizacional. Trabalha principalmente com os temas: espaço público, interesse público e privado, políticas públicas de comunicação, comunicação das organizações e jornalismo, comunicação e barragens.

Aderbal da Rosa Filho –  Formado em Jornalismo pela UFSC (1983), trabalhou no Jornal de Santa Catarina, no A Notícia e em assessoria de imprensa para parlamentares e entidades. Atualmente assessora o Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Florianópolis e é diretor do Sindicato dos Jornalistas de Santa Catarina.

Marco Aurélio Gomes Formado em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Atuou como repórter do Diário Catarinense e RBS TV, foi coordenador de jornalismo da Rádio CBN-Diário. É co-autor dos livros: “Memória da Radiodifiusão Catarinense” e “JASC – 50 anos de vitórias”. Atualmente, é coordenador da Rede de Notícias ACAERT – RNA, que produz conteúdo jornalístico para as emissoras de Rádio associadas à ACAERT.

Celso SchröderÉ jornalista e professor. É presidente da Federação Nacional dos Jornalistas, presidente da Federação de Jornalistas da América Latina e Caribe (FEPALC), integra a direção da Federação Internacional de Jornalistas (FIJ) e coordena o Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação (FNDC). Além disso, é o representante da FENAJ no Conselho de Comunicação Social do Congresso Nacional e continua como diretor do Sindicato dos Jornalistas do RS. Em 2009, foi superintendente de Comunicação Social da Assembleia Legislativa.

James Görgen – É jornalista e especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão lotado na Secretaria Executiva do Ministério das Comunicações. Também é coordenador do Projeto de Pesquisa Donos da Mídia. Foi coordenador-geral de Políticas Audiovisuais do Ministério da Cultura (2009-2011) e Secretário-executivo do Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação (2002-2006).

– Os ouvintes podem interagir enviando perguntas e questionamentos para o e-mail jornalismoemdebateufsc@gmail.com ou pela Fan Page do Facebook do Jornalismo em Debate – facebook.com/jornalismoemdebate.

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Most Popular

Recent Comments

Daniel A. Santos on Legislação dos jornalistas
Antônio Carlos Costa on As multidões e os protestos
FERNANDO MARGHETTI NUNES on Dez desejos para o jornalismo em 2016
leonelcamasao on Legislação dos jornalistas
Maria Tercilia Bastos on Nota de pesar
valmor on Convênios
Vilma Gomes Pinho on Convênios