quarta-feira, dezembro 7, 2022
InícioNOTÍCIASFENAJ e FEPALC promovem Seminário Internacional de Direitos Humanos e Jornalismo

FENAJ e FEPALC promovem Seminário Internacional de Direitos Humanos e Jornalismo

Representantes dos Sindicatos de Jornalistas da América Latina e Caribe vão discutir a violência contra a categoria no Seminário Internacional de Direitos Humanos e Jornalismo, nos dias 18 e 19 de janeiro, em Porto Alegre. Na ocasião também será instalada a Comissão da Verdade, Memória e Justiça dos Jornalistas Brasileiros.

De Santa Catarina, representarão a categoria no evento o presidente do SJSC, Valmor Fritsche, além da vice-presidente, Valci Zuculoto, e do diretor da entidade Sérgio Murillo de Andrade, que estarão em Porto Alegre como dirigentes da FENAJ. Também participarão dos debates jornalistas e autoridades da Argentina, Venezuela, México, Chile, Uruguai, Paraguai, Honduras, Panamá e Colômbia.

O seminário é uma promoção da Federação de Jornalistas da América Latina e Caribe (Fepalc) e da Oficina Regional da Federação Internacional dos Jornalistas (FIJ) para a América Latina, com realização da FENAJ e apoio do Sindicato dos Jornalistas do Rio Grande do Sul.

A abertura do Seminário será às 9 horas do dia 18 de janeiro, com representantes da Federação Internacional dos Jornalistas (FIJ) da FEPALC e autoridades nacionais e internacionais. Em seguida, às 9h30, o Painel 1 debaterá “A violência contra jornalista na perspectiva dos direitos humanos”. Neste painel estão previstas as participações de um representante do Conselho Intergovernamental do Programa Internacional para o Desenvolvimento da Comunicação (PIDC) da Unesco, da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República e do Itamaraty.

Ainda pela manhã, o Painel 2 abordará o tema “Quando o Estado é o agente violador: as ditaduras e a atuação dos agentes de segurança pública nas democracias”, com representantes da Comissão da Verdade, Memória e Justiça do Brasil e dos governos do Paraguai, Argentina, Chile e Uruguai.

No período da tarde, com início às 14 h15, o painel 3 debaterá “A ausência do Estado e a violência social contra jornalistas: do crime organizado aos detentores de poder localizado”, com representações do México, Colômbia, Brasil e de Honduras. Já às 15h45, palestrantes da Venezuela, Argentina, Brasil e Panamá discutirão o tema do painel 4, “A violência cotidiana das redações: censura interna, autocensura, pressões políticas e econômicas que afetam a produção jornalística e a saúde dos jornalistas”.

A programação do primeiro dia do Seminário Internacional será encerrada com o lançamento da Comissão Memória, Verdade e Justiça dos Jornalistas Brasileiros, composta pelos jornalistas Audálio Dantas (SP), Nilmário Miranda (MG), Rose Nogueira (SP), Carlos Alberto Caó (RJ) e Sérgio Murillo de Andrade (SC).

O segundo dia do evento está reservado para trabalhos em grupo onde os participantes debaterão o porquê da violência contra jornalistas e como enfrentar o problema, buscando possíveis soluções para as causas mais comuns das agressões.

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Most Popular

Recent Comments

Daniel A. Santos on Legislação dos jornalistas
Antônio Carlos Costa on As multidões e os protestos
FERNANDO MARGHETTI NUNES on Dez desejos para o jornalismo em 2016
leonelcamasao on Legislação dos jornalistas
Maria Tercilia Bastos on Nota de pesar
valmor on Convênios
Vilma Gomes Pinho on Convênios