0,00 BRL

Nenhum produto no carrinho.

Novo Ministro descarta regulação da mídia

O novo ministro das Comunicações, André Figueiredo (PDT), descartou em posse nesta terça (6) a promoção de qualquer forma de regulação da mídia –defendida pelo PT de seu antecessor, o agora chefe da Secretaria de Governo Ricardo Berzoini.

“Nada de regular. Queremos aperfeiçoar e atualizar a legislação. Isso sempre dialogando com segmentos que fazem a mídia, tanto na área social quanto na área comercial”, disse Figueiredo, em conversa com jornalistas após a cerimônia de transmissão de cargo.

Durante seu discurso de posse, o  ministro Figueiredo lembrou que a atual Lei Geral das Telecomunicações é de 1997 e que o ministério deve “atuar dentro da responsabilidade de construir leis mais justas” para aperfeiçoar o arcabouço legislativo do setor.

A regulação da mídia é uma das bandeiras do PT, embora nunca tenha sido abraçada integralmente pela presidente Dilma Rousseff –ela só falou genericamente em “regulação econômica” do setor, e nunca defendeu controle de conteúdo.

Berzoini insinuou que faria algo no setor, como esperava o PT, mas nada aconteceu.

No governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva houve algumas tentativas de regulação, todas rechaçadas pelas condições políticas e pelo Congresso.

Da Folha de São Paulo

Matérias semelhantes

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais lidas

%d blogueiros gostam disto: