InícioNOTÍCIASENJAI 2015 defende o diploma, a democracia e combate a precarização das...

ENJAI 2015 defende o diploma, a democracia e combate a precarização das relações de trabalho

Enjai
Registro da delegação catarinense ao ENJAI

Realizado de 1º a 3 de outubro, em Fortaleza (CE), o XX Encontro Nacional de Jornalistas em Assessoria de Imprensa (ENJAI) contou com mais de 300 participantes, entre delegados, observadores e estudantes de 20 estados brasileiros. Na plenária final, realizada no sábado (3/10), foi aprovada a Carta de Fortaleza, documento que expressa os principais posicionamentos políticos e as lutas dos jornalistas brasileiros, de seus sindicatos e da FENAJ.

Com o tema “A credibilidade da informação jornalística na era da comunicação digital”, a programação do evento abordou o exercício da profissão de jornalista sob diversos aspectos, da ética e direito à informação nas assessorias de imprensa até a precarização das relações de trabalho e os direitos da categoria, passando pelos recursos tecnológicos de comunicação como fonte de pesquisa jornalística e pela ampliação de disciplinas sobre assessoria de imprensa nas grades curriculares dos cursos de Jornalismo.

Diversos palestrantes consideraram que a credibilidade da informação jornalística tanto em veículos impressos, quanto no rádio, TV e internet vem sofrendo abalos. Entre os motivos foram apontados centralmente interesses políticos, econômicos e tecnológicos – para alguns um “balcão de negócios” – que influenciam a linha editorial e o conteúdo do noticiário.

Resoluções
Uma das principais resoluções do XX ENJAI foi a definição das próximas edições do evento com caráter mais científico e de qualificação profissional, reforçando os Congressos Nacionais dos Jornalistas como espaço privilegiado de resoluções políticas de toda a categoria dos jornalistas, inclusive dos que atuam em assessoria de imprensa.

Foram reafirmadas como centrais as lutas pela aprovação da PEC do Diploma na Câmara dos Deputados, pela democratização da comunicação e a convocação da II Confecom e pela garantia do processo democrático no país.

Bancada catarinense teve atuação de destaque

A delegação catarinense teve uma atuação de destaque no XX ENJAI. O presidente da Comissão de Ética dos Jornalistas Brasileiros e diretor do SJSC, Sérgio Murillo de Andrade, foi um dos palestrantes do painel Ética e direito à informação nas assessorias de imprensa. Já a professora da UFSC, diretora da FENAJ e do SJSC, Valci Zuculoto, participou do debate As novas diretrizes curriculares e o ensino da assessoria de imprensa. O professor da UnB Samuel Pantoja Lima, e integrante do grupo de pesquisa Objethos, da UFSC, apresentou o painel A credibilidade da informação jornalística na era da comunicação digital. Por fim, a plenária de encerramento do evento foi dirigida por Aderbal Filho, presidente do Sindicato dos Jornalistas de SC. “Foi uma programação intensa de debates, muito qualificados, que auxiliaram a nossa categoria a pensar os desafios dos jornalistas e da assessoria de imprensa no Brasil”, avaliou.

Com informações da FENAJ e Sindjorce

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Most Popular

Recent Comments

Daniel A. Santos on Legislação dos jornalistas
Antônio Carlos Costa on As multidões e os protestos
FERNANDO MARGHETTI NUNES on Dez desejos para o jornalismo em 2016
leonelcamasao on Legislação dos jornalistas
Maria Tercilia Bastos on Nota de pesar
valmor on Convênios
Vilma Gomes Pinho on Convênios