InícioNOTÍCIASSJSC e FENAJ repudiam agressões de deputada do PSL contra jornalista

SJSC e FENAJ repudiam agressões de deputada do PSL contra jornalista

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Santa Catarina e a Federação Nacional dos Jornalistas manifestam solidariedade ao jornalista Altair Magagnin e repudiam veementemente a reação destemperada e desqualificada da deputada estadual Ana Caroline Campagnolo (PSL/SC), que agrediu verbalmente não só o profissional como a categoria em geral.

Questionada pelo colunista sobre o uso de diárias da Assembleia Legislativa de Santa Catarina em dias de lançamento de um livro seu, a parlamentar descambou para agressões genéricas aos jornalistas classificando-os de “canalhas” e afirmando que se questiona se jornalistas “têm problemas cognitivos”.

Além de criticar a postura editorial do jornal Notícias do Dia do Grupo RIC, que segundo ela “publica coisas sem perguntar”, a parlamentar desferiu agressões verbais contra Altair ao manifestar desconfiança “da sua capacidade mental” e, num trecho onde menciona um pronunciamento seu, considera: “se você vai se dar ao trabalho de assistir o problema é seu, daí vai depender de saber se você é um jornalista bunda mole ou não”.

Em outro trecho da entrevista, a deputada transita entre o desprezo e o deboche com relação ao veículo de comunicação: “Se quiser colocar a minha hostilidade contra o teu jornal, ficaria muito satisfeita”.

O áudio com a entrevista publicada no site ndmais está disponível aqui. Nele é perceptível a serenidade e profissionalismo de Altair Magagnin, que, antes de publicar as informações obtidas com o cruzamento de dados da agenda da parlamentar e do Portal da Transparência do Legislativo, cumpriu uma regra básica do jornalismo, a de ouvir o outro lado.

Infelizmente, o profissional teve o desprazer de ouvir e confirmar que a parlamentar se mostra despreparada – e não é a primeira vez – para o convívio com pilares de um processo democrático, como a liberdade de imprensa e o respeito aos jornalistas.

Tal episódio constitui-se num fragoroso ato de cerceamento ao livre exercício da profissão além de flagrante tentativa de intimidação contra o jornalista.  O SJSC e a FENAJ esperam da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa de Santa Catarina a devida apuração e medidas cabíveis não só sobre as denúncias contidas na matéria, como também quanto ao indecoro da parlamentar.

 

Florianópolis, 5 de abril de 2019.

Diretorias do SJSC e da FENAJ

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -
Google search engine

Most Popular

Recent Comments

Daniel A. Santos on Legislação dos jornalistas
Antônio Carlos Costa on As multidões e os protestos
FERNANDO MARGHETTI NUNES on Dez desejos para o jornalismo em 2016
leonelcamasao on Legislação dos jornalistas
Maria Tercilia Bastos on Nota de pesar
valmor on Convênios
Vilma Gomes Pinho on Convênios