InícioNOTÍCIASEm mais uma rodada de negociações, SJSC apresenta nova proposta de acordo

Em mais uma rodada de negociações, SJSC apresenta nova proposta de acordo

Em nova rodada da Campanha de Negociação Coletiva realizada nesta terça-feira (4/6), os representantes do sindicato das empresas de jornais e revistas de SC mantiveram-se irredutíveis na proposta de aumento zero para os jornalistas, dispondo-se apenas ao reajuste da inflação (7,16%, pelo INPC) para o piso e demais salários. Empenhados em buscar um acordo, os negociadores do SJSC apresentaram uma contraproposta. Novo encontro está previsto para a próxima terça-feira.

“O setor entende que nesta conjuntura nada mais pode ofertar que o INPC”, disse Ary dos Santos, advogado da RBS, reforçando a posição colocada anteriormente por Osmar Schllindwein em nome das empresas de jornais e revistas do estado. Para tanto, agarraram-se em argumentos de uma suposta crise internacional dos jornais impressos.

Em contraponto, os representantes do SJSC resgataram dados do bom desempenho econômico das empresas de comunicação no cenário nacional, como o crescimento médio de 7% nos investimentos publicitários registrado em 2012, ou mesmo as demonstrações financeiras consolidadas da RBS em 31 de dezembro de 2012, que apontam lucro de R$ 212 milhões nos últimos dois anos, o que representou uma taxa de lucro de 22% sobre a receita líquida.

No entanto, para nivelar por baixo, a tábua de salvação patronal é o argumento de que no setor de impressos, principalmente nas empresas de pequeno porte, “a realidade não é bem assim”. E a valorização dos jornalistas, que produzem informação de qualidade para a sociedade e viabilizam com seu trabalho a existência dos veículos, se resumiu ao aumento zero, mesmo apesar de todo o esforço argumentativo dos representantes dos trabalhadores.

Buscando a evolução do diálogo com vistas a um possível acordo, os negociadores dos jornalistas responderam à solicitação patronal de “reflexão” da categoria laboral. Transigindo em relação às reivindicações iniciais, foi posta na mesa a proposta de piso salarial de R$ 1.920,00 (a média dos pisos dos jornalistas no Sul do país) e de reajuste dos demais salários com o INPC (7,16%) e índice de produtividade de 5%.

A expectativa, agora, é de que, assim como solicitou “reflexão” dos jornalistas, o sindicato patronal também reflita sobre a proposta colocada.

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Most Popular

Recent Comments

Daniel A. Santos on Legislação dos jornalistas
Antônio Carlos Costa on As multidões e os protestos
FERNANDO MARGHETTI NUNES on Dez desejos para o jornalismo em 2016
leonelcamasao on Legislação dos jornalistas
Maria Tercilia Bastos on Nota de pesar
valmor on Convênios
Vilma Gomes Pinho on Convênios