segunda-feira, dezembro 5, 2022
InícioAÇÃO SINDICALTV Catarina: novo nome, velhas práticas

TV Catarina: novo nome, velhas práticas

Empresa agora se chama TV Catarina HD, mas continua a atrasar salários e não reconhecer jornalistas

A Band Santa Catarina decidiu mudar de nome no último dia 19 de dezembro. Agora, sob a égide de TV Catarina HD, a emissora promete mudanças. Porém, funcionários da “nova TV” continuam denunciando atrasos sistemáticos nos pagamentos. Segundo denúncias anônimas de funcionários, a segunda parcela do 13º salário, que deveria ser paga no dia 20 de dezembro, caiu apenas no dia 30. Esta é uma realidade que vem se repetindo desde fevereiro de 2016, e motivou diversas ações do Sindicato dos Jornalistas.

É curioso como a empresa do Grupo Barriga Verde conseguiu, em apenas dois meses, instalar a tecnologia de alta definição. “Como uma empresa com tantas dívidas e com atrasos recorrentes consegue instalar tecnologia HD em tão pouco tempo?” questiona o presidente do Sindicato dos Jornalistas, Aderbal Filho. A Band-SC chegou a ter sete sucursais em todo o Estado, mas terminou 2016 com apenas três em funcionamento.

Após denúncia do SJSC, Band-SC vira ré

A antiga Band-SC se tornou ré em uma Ação Civil Pública movida pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) em outubro. São duas acusações: atrasos constantes em salários e férias dos empregados e fraude nos contratos de trabalho, ao registrar seus profissionais de jornalismo como radialistas. O processo, de 834 páginas, teve origem em uma denúncia realizada pelo Sindicato dos Jornalistas em julho de 2015. O Procurador do Trabalho Acir Alfredo Hack pede multa por dano moral coletivo de R$ 1 milhão de reais. O caso está nas mãos da juíza Maria Aparecida Ferreira Jerônimo, no Tribunal Regional do Trabalho da 12ª Região.

 

“O próprio Tribunal Superior do Trabalho já reconheceu a existência de jornalistas em empresas de radiodifusão de SC ao julgar, em 2006, dissídio coletivo envolvendo o Sindicato das Empresas de Rádio e Televisão de Santa Catarina (Sert), ao qual a Band-SC é filiada. A empresa Ré ignora o fato de que a profissão de jornalista, trata-se de categoria diferenciada”, afirma o procurador, na Ação Civil.

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Most Popular

Recent Comments

Daniel A. Santos on Legislação dos jornalistas
Antônio Carlos Costa on As multidões e os protestos
FERNANDO MARGHETTI NUNES on Dez desejos para o jornalismo em 2016
leonelcamasao on Legislação dos jornalistas
Maria Tercilia Bastos on Nota de pesar
valmor on Convênios
Vilma Gomes Pinho on Convênios