InícioNOTÍCIASAutoritarismo e intransigência patronal impedem acordo com jornalistas de SC

Autoritarismo e intransigência patronal impedem acordo com jornalistas de SC

2013-10-01 16.54.12Nesta semana o SJSC iniciou nova rodada de visita às redações para atualizar a categoria sobre a Negociação Coletiva 2013 e estimular os profissionais a encaminharem mensagens aos dirigentes do sindicato patronal e dizer o que pensam da postura de não negociar. O Sindicato dos Jornalistas alerta que as empresas estão assumindo posição unilateral e estão distorcendo os fatos.

“Após 5 meses o sindicato das empresas continua com a postura intransigente de não responder às reivindicações dos jornalistas, numa clara demonstração de desrespeito e desvalorização da categoria”, critica o presidente do SJSC, Valmor Fritsche. “Além disso, os patrões estão mentindo ao dizerem aos jornalistas que desde 1º de maio o piso é de R$ 1.714,00. Esta é a posição deles, uma vez que só querem aplicar o INPC, de 7,16%, sem acordo com a categoria e com o Sindicato dos Jornalistas”, denuncia.

Postura idêntica está sendo adotada pelos patrões na Negociação Coletiva dos jornalistas no Rio Grande do Sul. As empresas jornalísticas estão, em SC e no RS, atuando na contramão das tendências negociais nacionais.

Os dados coletados pelo Sistema de Acompanhamento de Salários (SAS), do DIEESE – Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos – mostraram que nas negociações coletivas com data-base no primeiro semestre deste ano, cerca de 85% das 328 unidades de negociação da Indústria, Comércio e Serviços – no setor privado e em empresas estatais – analisadas houve aumentos reais para os salários. Em 83,9% dos casos os aumentos reais variaram entre 1% e 4%.

Por isso, o SJSC chama a categoria a participar do movimento de denúncia da postura das empresas jornalísticas. Na visão da diretoria da entidade, é preciso expor a realidade dos jornalistas nas redes sociais e protestar contra o descaso patronal. “Até agora as empresas disseram não a todas as nossas reivindicações. Isto é imposição, autoritarismo, negação de uma postura civilizada nas relações trabalhistas”, desabafa o presidente do SJSC.

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Most Popular

Recent Comments

Daniel A. Santos on Legislação dos jornalistas
Antônio Carlos Costa on As multidões e os protestos
FERNANDO MARGHETTI NUNES on Dez desejos para o jornalismo em 2016
leonelcamasao on Legislação dos jornalistas
Maria Tercilia Bastos on Nota de pesar
valmor on Convênios
Vilma Gomes Pinho on Convênios