Inicial / Eleições da FENAJ / Comissão Eleitoral Nacional conclui apuração da eleição da FENAJ e confirma vitória da Chapa 1

Comissão Eleitoral Nacional conclui apuração da eleição da FENAJ e confirma vitória da Chapa 1

A Comissão Eleitoral Nacional concluiu nesta segunda-feira (22/07) a apuração para a eleição da FENAJ, realizada de 16 a 18 de julho. Para a direção da Federação foi eleita a Chapa 1 – Sou jornalista, Sou FENAJ!, presidida por Celso Schröder, e para a Comissão Nacional de Ética foram eleitos os jornalistas Sérgio Murillo de Andrade, Elizabeth Costa, Angela Marinho, Beatriz Barbosa e Mário Messagi Jr.

Participaram do processo 4365 jornalistas. Para a direção da FENAJ foi eleita a Chapa 1 “Sou Jornalista, Sou FENAJ”, com 2.524 votos. A chapa 2 “Luta FENAJ” obteve 1.393 votos. Foram registrados, ainda, 80 votos nulos, 107 votos em branco e 261 votos foram anulados.

Não foi realizada a eleição no Mato Grosso e Maranhão. E embora tenha valorizado o esforço de realização da eleição na Bahia e em Rondônia, a Comissão Eleitoral Nacional não computou o resultado nos dois estados. No primeiro caso porque o critérios para definição dos sócios aptos foi diferente do definido no Regimento Eleitoral da FENAJ. E no segundo porque a ata não foi enviada em tempo hábil.

Para a Comissão Nacional de Ética, os 5 candidatos mais votados foram Sérgio Murillo de Andrade (1542 votos), Elisabeth Costa (1502), Angela Marinho (1302),
Beatriz Barbosa (1230) e Mário Messagi Jr. (1144).

A planilha para acompanhamento da eleição para a diretoria da FENAJ em cada Sindicato está disponível aqui. Já para conferir a apuração geral para a Comissão Nacional de Ética, clique aqui.

A posse da nova direção ocorrerá durante o XIX ENJAI, que será no Rio de Janeiro, de 22 a 25 de agosto.

Em pronunciamento emitido na sexta-feira, quando a apuração paralela já apontava a vitória da Chapa 1, o presidente reeleito da FENAJ, Celso Schröder, em nome da nova direção, agradeceu “o apoio de milhares de jornalistas que mobilizaram-se para garantir esta eleição direta, que nos orgulha por ser a FENAJ a única, tanto entre as federações de trabalhadores brasileiros, como nas organizações de jornalistas em nível mundial, a radicalizar a democracia e submeter-se à decisão direta da base”.

Na mensagem, Schröder também dirigiu-se à sociedade brasileira “para que, nestes momentos importantes e desafiadores à nossa jovem e custosa democracia, defenda a atividade jornalística como um patrimônio que não só custou vidas e liberdade de diversos jornalistas, mas também o sacrifício de centenas de brasileiros”.

Fonte: FENAJ

Tente também

Comissão eleitoral homologa chapa 1

A Comissão Eleitoral do Sindicato dos Jornalistas  homologou a inscrição da Chapa 1 – Resistência …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: